De acordo com estudo, meninos precisam de mais suporte emocional do que meninas!

Nos tempos de feminismo, os papéis de homem e mulher estão sendo igualados. Mas, é impossível esquecer o quão diferente homens e mulheres são. As pessoas ainda estão presas a estereótipos. O que nós realmente esperamos de um homem? Nós queremos que eles sejam durões, fortes e decisivos. Infelizmente, ao nutrir essa força de espírito de um garoto, o seu lado emocional vai sendo negligenciado. Entretanto, estudos demonstram que os meninos necessitam de maior suporte emocional, pois, são mais vulneráveis, do que as garotas.

aijiro / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A Psicologia explica sobre autocontrole emocional com o teste infantil do Marshmallow

Até mesmo durante o período gestacional, o hormônio de estresse (cortisol) demora mais para maturar, portanto, isso faz com que os homens sejam mais sensíveis ao estresse do ambiente seja dentro ou fora do útero. Eles reagem pior às relações de distância emocional com os pais e sofrem mais na separação deles.

mother and sonSeventyFour / Shutterstock.com

Do primeiro ao décimo segundo mês, os meninos expressam mais frustrações, inquietações e possuem o cortisol  em um nível mais alto do que as meninas.

Apesar desses fatores, os pais devem fornecer mais apoio emocional aos seus filhos, ensinando-os a não bloquear e sentir vergonha dos sentimentos negativos. Já que, basicamente, a maior parte deles enfrenta controversas restrições dos adultos: "Não fique se lamentando, você é um homem!", "Você está chorando? Quem é você, uma menina?"

Tamcinscih Tamara / Shutterstock.com

Com esse tipo de pressão, nós promovemos o desenvolvimento de doenças neurológicas. Alguns indivíduos acabam sofrendo com vícios, estresse, problemas de ansiedade e depressão.

Aqui estão algumas dicas para pais que têm meninos:

1. Compreenda e aceite qualquer tipo de emoção que sua criança esteja sentindo, seja raiva, medo, frustração ou nervosismo. Diga a eles que você os entende e que você também se sente assim em alguns momentos. "É normal se sentir assim". Evite colocar qualquer tipo de expectativa, seja social ou outra, em suas mentes. 

Sharomka / Shutterstock.com

2. Faça-o saber que está ao seu lado e que o ama incondicionalmente. Pergunte se há algo que possa fazer para ajudá-lo.

3. .O ensine sobre emoção, revelando as suas próprias: "Agora estou triste, não estou querendo brincar". Ou "Aquela criança está chorando, o que você acha que o entristeceu?". "Aquele menino está triste, talvez você pode ir lá e oferecer algum suporte, fazê-lo acreditar que tem um amigo por perto"

Rijin Lucas / Shutterstock.com

Os primeiros anos do desenvolvimento emocional é importantíssimo para a saúde mental do garoto no futuro. Então, mantenha isso em mente quando for falar com o seu filho da próxima vez!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A arte de criar meninos: dicas ajudam a ter mais paciência


O material deste artigo é destinado apenas a fins informativos e não substitui o conselho de um especialista devidamente habilitado.

Recomendamos