Ex-funcionária compartilhou uma filmagem chocante de crianças com pernas e mãos amarradas em creche particular

Uma filmagem horripilante do “berçário do inferno” chocou os espectadores. Um ex-funcionário do jardim de infância particular, de Astrakhan, no sul da Rússia, fez um vídeo perturbador mostrando crianças de dois anos de idade dormindo. Havia duas crianças compartilhando uma cama, com as pernas e as mãos amarradas, e um menino tinha um nó na garganta, o que poderia tê-lo sufocado.

Динар Хисамов / Facebook

Natalia, a pessoa que compartilhou o vídeo, acrescentou que as enfermeiras também desligaram o ar-condicionado, deixando as crianças trancadas na sala abafada e quente. “Eu não sei como explicar, você deveria ver isso!” disse ela.

Agora, que o vídeo foi ao ar, uma investigação começou! Os pais indignados não tinham ideia de que seus filhos eram tratados com tamanha negligência e crueldade.

Динар Хисамов / Facebook

Uma mãe, Olesya Urzhumova, comentou que havia notado que seu filho ficava deprimido depois de ir ao berçário.

Durante a primeira semana, comecei a notar mudanças em seu humor assim que nos aproximávamos do jardim de infância - ela ficava choramingando e chorando.

Ela descobriu a verdade de um amigo, que foi contratado pelas instalações e testemunhou o horror com seus próprios olhos.

Динар Хисамов / Facebook

Olesya lembra que ela correu para o local assim que recebeu uma mensagem desse novo funcionário. As novas crianças estavam passando pelo processo de “ajuste” ao serem trancadas na mesma sala. Todos os professores tinham ido embora; havia apenas trabalhadores técnicos por perto, ocupados com seus próprios deveres.

Ela ligou para o proprietário com perguntas sobre o caso, mas ele não deu respostas claras. O advogado do berçário, Igor Borisovich, também se recusou a respondê-las. A equipe agora afirma que o caso foi encenado e é um ataque ao jardim de infância. A investigação está em andamento e os pais estão aguardando uma decisão do Ministério Público.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Roupa de bebê que cresce com ele? Existem sim!

Recomendamos