Cinco coisas vergonhosas que muitas pessoas fazem e poucas a

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Cinco coisas vergonhosas que muitas pessoas fazem e poucas admitem, a #3 é a minha favorita

Date 23 de setembro de 2017

Há um conjunto de ações que são censuradas pela sociedade, pois são consideradas impróprias e de mau gosto. No entanto, como em muitos outros aspectos, estamos equivocados ao julgá-las como inadequadas. Por que? Porque podem ser uma manifestação do nosso estado anímico, psíquico ou físico. Vejamos a quais atos nos referimos.

1. Chupar o polegar

Uma pesquisa revelou que uma grande quantidade de adultos entre 16-24 anos chupam o polegar. Ainda que o ato de chupar o dedo seja rechaçado e nos exigem desde bebês que não façamos isso, a ciência revela algo importante. Ao chupar o dedo, estamos apelando para um mecanismo de afronta. O bebê se sente inseguro, desprotegido, se adaptando ao novo ambiente, então procura proteção. Chupar o dedo é a manifestação de como o ser humano luta contra os sentimentos de insegurança e os afronta.

2. Comer as unhas

Não são poucas as pessoas que comem as unhas, quase compulsivamente. Bem, isto é um reflexo de um transtorno ansioso. As pessoas que tendem a fazer isso se sentem frustradas, entediadas, inquietas ou ansiosas por buscar a perfeição em algo.

3. Cantar no chuveiro

Uma pesquisa mostrou que uma alta porcentagem de pessoas canta no chuveiro. A razão? Não só pelo banheiro oferecer um ambiente íntimo, mas ninguém poderá julgar nossas habilidades como cantores. A principal razão está no fato de estarmos trancados em paredes revestidas com azulejos, então a ressonância aumenta e podemos nos escutar melhor, o que nos dá estimulação emocional. Segundo um estudo, os seres humanos se autoestimulam quando realizam certas tarefas que não possuem um sentido forte para nós, como o banho.

4. Enfiar os dedos no nariz

O nome científico para este ato é rinotilexia e se refere à ação de enfiar o dedo no nariz e, provavelmente, extrair a meleca. Isto corresponde a comportamentos compulsivos obsessivos. Os médicos garantem que comer as melecas poderia ser benéfico e/ou prejudicial. Alguns estudiosos revelaram que, ao fazer isso, o sistema imunológico se fortalece, enquanto outros mostraram que as melecas que possuem bactérias acabam prejudicando a nossa saúde.

5. Comer o cerume

Há pessoas que comem seu cerume, ou seja: a cera que os ouvidos produzem. Ainda que não tenha nenhuma evidência que isto corresponda a um padrão ansioso ou compulsivo, os médicos não censuram quem faz.

Agora você já sabe: antes de julgar, deve se informar e conhecer as razões que motivam tais práticas na sociedade.