Seis fatores que interferem na queda dos seios e exercícios para mantê-los firmes e flexíveis

Saúde e Estilo de Vida

November 2, 2017 14:29 By Fabiosa

Assim com todo mundo resiste aos cabelos brancos e às rugas, a mulheres resistem à queda dos seios. Por que? Porque esta queda é um indício do passar do tempo. No entanto, embora se trate de um processo natural, é importante saber que alguns fatores interferem na queda prematura em relação à idade considerada normal. Vejamos algumas destas causas:

1. Gravidez

Ao dar de mamar a um bebê, os ligamentos que sustentam e dão firmeza e elasticidade aos seios cedem para facilitar este trabalho. É por isso que a lactância é um fator decisivo na queda do peito. Mas, tranquilas, porque alguns exercícios podem ajudar para que tudo volte ao seu lugar.

2. Perda de peso

Muitas mulheres têm uma sensação de desprendimento e vazio nos peitos quando baixam bruscamente de peso ou quando se submetem a uma rotina de exercícios físicos muito fortes. Isto se deve aos seios serem formados por gordura e, ao perder peso, esta área é afetada em primeira instância.

3. A gravidade

Sim, este fenômeno natural afeta diretamente as mulheres, sobretudo aquelas que têm os seios mais volumosos. Quanto maior for a massa, maior será a ação gravitacional.

4. O sedentarismo

É necessário fortalecer os músculos que intervêm para sustentar os seios. Manter uma musculatura firme e forte só é obtida com exercícios físicos.

5. O sutiã

Ainda que os especialistas não tenham chegado a um consenso sobre o uso do sutiã e sua possível intervenção na queda dos peitos, muitos terapeutas e fisioterapeutas aconselham as mulheres a não usar sutiã. Esta peça não exerce nenhuma função contra a gravidade, que é um fenômeno natural, mas pode atrofiar o desenvolvimento dos mamilos.

6. Os hormônios

A menopausa é um período em que o desajuste hormonal pode provocar uma queda natural dos seios.

Alguns exercícios físicos podem nos ajudar a prevenir a queda dos seios. É importante anotar que só a frequência e o rigor na rotina podem garantir um resultado positivo. Vejamos alguns exemplos:

Exercício 1

Deitada de costas, dobre as pernas e pegue os halteres. Depois eleve os braços na altura da testa e estenda para as laterais, flexione os cotovelos e leve os braços até o peito.

Exercício 2

Pegue os halteres, flexione os joelhos, incline seu corpo para frente e deixe as mãos caírem na altura dos joelhos com os ombros relaxados. Depois mantenha os cotovelos próximos ao corpo e flexione os braços até o quadril.

Exercício 3

Adote a mesma posição do exercício 1, só que desta vez levante as pernas. Deste modo, os músculos do abdômen também estarão envolvidos.

Exercício 4

Adote a posição como se fosse fazer o exercício 2, só que desta vez mantenha os cotovelos abertos e longe do corpo.

Exercício 5

Deite de costas e pegue um halter com as duas mãos. Depois eleve os braços até a altura da cabeça e leve para trás.

Exercício 6

Fique em pé e segure os halteres, então eleve os braços até os ombros e estenda completamente até a altura da cabeça.

Exercício 7

Pare sobre as duas pernas, se incline para frente e estenda uma perna para trás de modo que se sustente sobre uma extremidade. Você deve manter o equilíbrio.

Exercício 8

A flexão é um ótimo exercício para o peito. Você deve se apoiar sobre as mãos, com a cabeça olhando para frente e sustentando o corpo com as pontas dos pés. Assim que estiver pronta, comece as flexões.

Há outro exercício que não querer tanto tempo e você pode realizá-lo no trabalho ou enquanto faz os trabalhos domésticos: sustente uma bola com os cotovelos na altura do peito. Você deve pressionar forte, respirar e mantê-las erguidas.

Lembre-se que lutar contra a gravidade pode ser uma tarefa árdua e devemos ser constantes e nos apegar à vontade.

Se você achou estes conselhos úteis, não deixe de compartilhar a matéria com familiares e amigos!

Fonte: Bekia Salud y Omicrono


É importante deixar claro que toda informação contida no Fabiosa tem um fim exclusivamente informativo, e que em nenhum momento deve ser considerada como assessoria, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deixe de procurar um médico, não ignore o conselho médico e nem demore em buscar assistência médica por algo que tenha lido neste site.