Sangramentos fora do período menstrual: causas mais comuns e como identificar o porquê

Família & Crianças

As mulheres têm seu ciclo menstrual a cada 21 ou 30 dias, aproximadamente. Durante esta fase sangra-se entre 5 e 7 dias e perdem entre 2 ou 8 colheres de sangue. Embora não seja uma norma muitas mulheres já tiveram um sangramento fora do período pelo menos uma vez, mas nem sempre isso é sinal de preocupação. A seguir vamos conhecer as razões pelas quais as mulheres podem sangrar fora de hora.

Esse sangramento fora de hora tem o nome de metrorragia, considera-se que pelo menos 20% da população feminina já passou por isso. Os especialistas sempre aconselham que se verifique primeiro a procedência do sangramento, já que pode vir de algum outro órgão, a cor e quantidade, já que pode ser um sintoma de outro problema de fundo.

La A ciência classifica esse sangramento fora do ciclo de três formas:

1. Pré-menstrual (nos dias prévios ao ciclo).

2. Intermenstrual (na metade do ciclo).

3. Pós-menstrual (nos dias posteriores ao ciclo).

Há literatura médica classificando estes três momentos como spotting (quando prévio ou posterior ao ciclo), disovulia (na metade do ciclo) e sinusorragia (sangramento após o ciclo)

Saiba identificar as causas mais comuns do problema:

1. Após a menarca (primeira menstruação), até antes ou durante a menopausa, muitas mulheres têm longos períodos de sangramentos e/ou ausência prolongada da menstruação. Isto se deve ao fato de que o organismo está se adaptando às funções reprodutivas ou deixando de trabalhar, no caso da menopausa. Nestas etapas podem existir desajustes hormonais que ocasionem os sangramentos fora de hora.

2. As pílulas anticoncepcionais podem produzir este tipo de sangramento, principalmente no início ou quando a mulher decide parar de tomar os comprimidos. Isto ocorre por acontecer uma variação na quantidade de estrogênio existente no corpo. As pílulas podem conter um nível baixo deste hormônio, que ajuda a manter o revestimento do útero no lugar adequado. Quando começamos a tomar pílulas, o equilíbrio hormonal se modifica e pode-se sangrar.

3. Gravidez: quando há a concepção existe um tempo chamado implantação, que ocorre entre os dias 10 e 14 após a fecundação. Isto acarreta a chamada hemorragia de implantação, de maneira que o sangramento pode atuar como indicativo de gravidez.

4. A pílula do dia seguinte: este medicamento muito utilizado por algumas mulheres, costumam provocar um sangramento fora do ciclo devido ao seu alto conteúdo de progesterona e estrogênio.

5. Estresse: pode gerar desequilíbrios hormonais que acarretam a irregularidades menstruais.

6. O uso de DIUs.

Agora vejamos algumas causas disfuncionais:

1. Alterações hormonais.

2. Hipófise.

3. Problemas da tireóide.

Causas orgânicas (indicam a existência de doenças):

1. Úlceras no sistema reprodutor.

2. Cisto ou câncer no útero.

3. Endometriose ou inflamações agudas.

4. Doenças sanguíneas.

Havendo qualquer dúvida, procure o seu médico de confiança. Nestes casos ele poderá indicar alguns exames a serem feitos a fim de identificar a real causa do sangramento.

Alguns dos exames podem ser:

1. Teste de gravidez.

2. Exames de sangue para checagem hormonal.

3. Colposcopia e biópsia do colo uterino.

4. Citologia.

5. Ultrassom abdominal.

6. Histeroscopia.

Lembre que é muito importante manter-se alerta frente a qualquer sinal da existência de um problema de saúde.


É importante deixar claro que toda informação contida no Fabiosa tem um fim exclusivamente informativo, e que em nenhum momento deve ser considerada como assessoria, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deixe de procurar um médico, não ignore o conselho médico e nem demore em buscar assistência médica por algo que tenha lido neste site.