Estudos revelam todas as possíveis doenças e consequências do uso excessivo do celular

Família & Crianças

Vivemos na era da comunicação instantânea. Estamos conectados o tempo todo em todos os lugares. Redes sociais, e-mails, plataformas de mensagens multimídia instantâneas, ligações, videochamadas e mensagens de voz, entre muitas outras formas de nos comunicar, estão literalmente ao alcance das nossas mãos.

Os smartphones têm tudo o que precisamos, sejamos só estudantes ou importantes executivos de qualquer indústria. Por isso, é difícil imaginar uma vida sem eles, o que significa que queremos tê-los por perto toda hora e a todo momento. Mas alguma vez nos perguntamos se isso tem alguma repercussão para a saúde?

Os problemas de saúde causados pelo uso excessivo dos celulares são muitos e mais frequentes do que imaginamos.

Vamos começar com as doenças físicas

Estar constantemente olhando uma pequena tela que emite raios de luz em diferentes escalas, em outras palavras ter os olhos grudados no celular, pode causar danos na retina, deterioração da vista, dores de cabeça e enxaqueca.

Além disso, o uso excessivo das mãos, principalmente dos dedos polegares, pode ocasionar a Síndrome do Túnel do Carpo, lesão nos tendões e articulações das mãos e adormecimento dos dedos. Por isso, não é uma boa ideia estar sempre escrevendo no seu celular, sobretudo para as crianças, pois isso pode interferir e deformar o crescimento natural dos dedos.

kamomeen / shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Suas rugas são um reflexo de suas experiências e também do seu estado de saúde

Finalmente, temos o risco causado pela radiação do celular. Embora ela seja mínima e regulada pelas autoridades competentes no momento do planejamento e da criação de um desses aparelhos, eles não foram idealizados para que o ser humano passasse tantas horas os utilizando, portanto os níveis de radiação podem se acumular. Tal radiação pode chegar a dificultar o crescimento das células, o que é muito perigoso principalmente para mulheres grávidas e crianças em crescimento e em casos extremos pode provocar o desenvolvimento de células cancerígenas.

Agora vamos falar dos distúrbios alimentares

A hora da refeição tem mais importância do que normalmente achamos. Se olhamos o celular enquanto comemos, somos propensos a sofrer fortes emoções como ira, surpresa, tristeza ou estresse, o que afetará nossa digestão e pode causar prisão de ventre, diarreias, refluxo ou até afogamento com a comida.

Também é muito difícil que quem não larga o telefone nem para comer possa ter uma dieta balanceada e comer no seu devido tempo, o que tem como consequência uma má alimentação que pode ser responsável tanto pelo sobrepeso como pela falta do mesmo e muitos outros distúrbios alimentares.

Vamos passar para as consequências emocionais

A dependência dos telefones celulares é mais grave do que costumamos admitir. Quando dependemos desse dispositivo para conseguir nos comunicar, descuidamos do resto das nossas habilidades sociais. Em casos extremos, isso pode fazer com que sejamos capazes de transmitir o que queremos dizer apenas por meio do celular ou que descuidemos completamente das nossas relações fora da web. Um exemplo disso pode ser as famílias que na hora da refeição já não conversam sobre seu dia a dia, pois cada um fica com os olhos presos no seu celular.

Lexamer / shutterstock.com

Para as pessoas com baixa autoestima, é fácil cair na rotina de publicar constantemente sobre sua vida pessoal e buscar a atenção de estranhos, principalmente nas redes sociais. Isto pode levá-las a fazer coisas cada vez mais arriscadas ou degradantes e até mesmo mostrar detalhes pessoais que podem acabar sendo prejudiciais para eles.

Para concluir, também temos os problemas de desempenho cotidiano do ser humano

Usar o celular o tempo todo durante o trabalho causa distrações desnecessárias que podem gerar acidentes muito prejudiciais. Isso também pode causar a sua demissão devido à imensa queda da sua produtividade.

JONGSUK / shutterstock.com

Da mesma forma, esse hábito pode causar problemas de insônia em quem passa a noite inteira mandando mensagens ou vendo vídeos no celular. Isso se deve à distorção do ciclo do sono, que faz o cérebro se desacostumar a dormir cedo, por isso a pessoa estará sonolenta no dia seguinte. Mesmo se a pessoa quiser voltar a ter um hábito de sono normal mais para frente, isso será muito difícil.

Com este artigo nós não queremos que você jogue seu celular na lata de lixo e volte a escrever cartas à mão, só estamos fazendo algumas advertências sobre os diferentes problemas de saúde que podem ser causados pelo uso excessivo ou indevido dos nossos smartphones. Lembre-se: todos os excessos são ruins.

Fonte: Revista Moi

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Bebida poderosa! Tão gostoso quanto o creme, o suco de açaí faz maravilhas pela saúde


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.

Recomendamos