As emoções negativas estão afetando sua pele mais do que

CELEBRIDADES

As emoções negativas estão afetando sua pele mais do que você pensa. Veja o que você pode fazer para reverter essa situação

Date 10 de abril de 2018

É muito comum acreditarmos que as emoções são apenas sentimentos sem grandes repercussão no corpo, mas a verdade é que todo o organismo é afetado pelas emoções que sentimos ao longo de nossa vida.

É muito frequente que as mulheres se preocupem pelas consequências que a poluição têm na pele, em como se alimentar melhor para ficar mais bonitas e como aproveitar melhor as horas de sono para regenerar as células. Porém, na verdade poucas pessoas prestam atenção a como a pele sofre com as emoções que vivemos.

Irina Bg / Shutterstock.com

Há uma ciência chamada psicodermatologia que estuda o vínculo existente entre a mente e a pele, e nela se estuda as causas psicológicas de algumas patologias da cútis. A seguir, contamos um pouco sobre as 5 emoções que mais afetam o maior órgão do corpo humano:

1. Tristeza

Todos temos momentos nos quais nos sentimos tristes e não queremos sair de nossas casas, e às vezes não temos sequer vontade de sair do sofá. Quando isso acontece, as pessoas não recebem os benefícios que os raios solares nos proporcionam através da ativação da vitamina D. Além disso, quando uma pessoa está triste, seus vasos sanguíneos se contraem e fazem com que a pele pareça mais pálida e ressecada.

Sruilk / Shutterstock.com

2. Nervosismo

Pode parecer estranho, mas algumas situações de nervosismo podem ser positivas para a pele. A explicação para isso é que, quando acontece algo emocionante na sua vida, o corpo libera adrenalina, dilatando os vasos capilares do rosto, deixando-nos mais corados e com uma aparência mais saudável.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Receita de peeling caseiro promete acabar com manchas e outros problemas de pele

3. Estresse

O estresse é o inimigo número 1 do corpo humano em todos os sentidos, e a pele não escapa dele. Quando uma pessoa está estressada, o nível de cortisol aumenta, aparecem olheiras escuras, a pele fica com um aspecto cansado e o corpo começa a sofrer tensão muscular, fazendo com que se mantenham expressões como franzir a testa. As manifestações cutâneas mais comuns neste caso são a acne e a psoríase.

Pressmaster / Shutterstock.com

4. Ansiedade

É uma das piores emoções para a pele, já que sentir ansiedade, medo ou preocupação faz com que o corpo libere cortisol, um hormônio que em níveis elevados pode provocar a inflamação das células cutâneas, aumentando a secreção de sebo e gerando acne. Além disso, a ansiedade pode fazer com que os níveis de ácido hialurônico e colágeno diminuam, fazendo com que a pele fique mais seca e enrugada.

Artem Furman / Shutterstock.com

5. Amor

É uma das melhores emoções que um ser humano pode sentir, não só pelas borboletas no estômago, mas também pela liberação de um hormônio chamado ocitocina, conhecido como o "hormônio da felicidade", que gera muitos benefícios para a pele. Quando o corpo libera a ocitocina, as células recebem mais oxigênio, permitindo que os níveis de cortisol sejam regulados e gerando um efeito rejuvenescedor.

Syda Production / Shutterstock.com

Tudo isso demonstra que a pele é o espelho de como nos sentimos. Por isso, se você padece de dermatite, acne, urticária e outras patologias dermatológicas, consulte o dermatologista e talvez também um psicoterapeuta para aprender a controlar as emoções e não deixar que os sentimentos negativos invadam o seu coração e prejudiquem a sua pele.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 4 hidratantes caseiros potentes para acabar com o ressecamento da pele do corpo no verão


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.