Este pai tem "o pior emprego do mundo", mas ele faz isso par

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Este pai tem "o pior emprego do mundo", mas ele faz isso para poder criar as filhas e dar um futuro melhor a elas

Date April 17, 2018 17:40

Podemos reclamar de tudo o que quisermos do nosso trabalho: a eterna quantidade de tempo que leva para chegarmos ao local, as horas intensas sentados em um escritório, a incomodação com certos parceiros, etc. Mas, sem dúvida, existem empregos que fazem qualquer outro parecer um paraíso. E estamos falando da limpeza de esgoto, considerada "o pior trabalho do mundo" – e a mais suja também, é claro.

bodom / Shutterstock.com

Porém, para seus filhos, os pais são capazes de fazer qualquer coisa, como o homem da  história a seguir. Idris é um pai originário do Bangladesh, Índia, que se dedica precisamente a limpar esgotos. Além de ser um trabalho pouco salubre, esta é também uma das profissões mais perigosas e mais mal remuneradas do mundo. 

O trabalho do homem, que é um funcionário da Dhaka City Corporation, é desobstruir as linhas de esgoto da cidade sem nenhum equipamento de segurança adequado. Ele muitas vezes tem de cavar bem fundo na terra apenas com uma vara longa para ajudá-lo e sem máscara para protegê-lo dos gases venenosos que são emitidos pelos dejetos.

gettyimages

Idris tem três filhas, de quem ele escondeu qual era seu verdadeiro trabalho. Quando ele terminava seu serviço, ele tomava um banho em chuveiros públicos e dizia que era trabalhador da construção civil. Apesar de seu trabalho ser tão horrível, ele mal tinha o suficiente para pagar pela comida e pela educação de suas filhas.

"Eu nunca contei para as minhas filhas qual era o meu serviço. Eu nunca quis que elas tivessem vergonha de mim. Quando minha filha mais nova me perguntou o que eu fazia, eu dizia, um tanto hesitante, que era trabalhador da construção civil. Antes de voltar para casa, todos os dias, eu costumava tomar banho em banheiros púbicos para que elas não tivessem nenhuma ideia do trabalho que eu estava fazendo. Eu queria mandar minhas filhas para a escola, para educá-las. Eu queria que elas encarassem as pessoas com dignidade. Eu nunca quis que ninguém as olhasse de cima para baixo, como faziam comigo. As pessoas sempre me humilharam. Eu invisto cada centavo de meu trabalho na educação de minhas filhas Nunca comprei uma camisa nova; em vez disso, usei o dinheiro para comprar livros para elas. Respeito é o que eu quero que elas ganhem de mim. Eu fazia limpeza. Um dia antes do último dia da data da inscrição da faculdade de minha filha, eu não consegui pagar as taxas. Eu não consegui trabalhar naquele dia. Eu estava sentado ao lado do lixo, tentando esconder as lágrimas. Todos os meus colegas de trabalho estavam me olhando, mas ninguém vinha falar comigo. Eu tinha falhado e estava com o coração partido. Eu não tinha ideia de como iria encarar a minha filha quando ela me perguntasse sobre o pagamento das taxas quando eu voltasse para casa. Nasci pobre. Eu acreditava que nada de bom poderia acontecer a uma pessoa pobre. Depois do trabalho, todos os limpadores se aproximaram de mim, se sentaram ao meu lado e me perguntaram se eu os considerava meus irmãos. Antes que eu pudesse responder, cada um deles me estendeu a mão com o dinheiro que tinham ganhado naquele dia. Quando tentei recusar, eles me confrontaram dizendo: "Passaremos fome hoje se for necessário, mas a nossa filha precisa ir para a faculdade." Não consegui responder. Naquele dia, eu não tomei banho. Voltei para casa como um limpador. Minha filha mais velha logo vai terminar a faculdade. As três não me deixam mais ir para o trabalho. Minha filha mais velha tem um emprego de meio período e as outras três dão aulas particulares. Muitas vezes, minha filha mais velha me leva ao meu local de trabalho. Ela dá comida a meus colegas de trabalho junto comigo. Eles riem e perguntam por que ela os alimenta com tanta frequência. Minha filha responde: "Todos vocês passaram fome naquele dia por causa de mim para que eu pudesse ser o que sou hoje. Rezem por mim, para que eu possa alimentá-los todos os dias". Hoje em dia eu não me sinto mais um homem pobre. Como alguém pode ser pobre tendo filhas assim?"

Tudo correu bem até que a filha mais velha teve que ir para a faculdade. O que Idris ganhou não era suficiente para pagar a inscrição e isso o destruiu, porque ele sabia que ela ficaria sem estudar.

"Um limpador de esgoto fazendo a limpeza de bueiros perto de Jatrabari Dhaka, em Bangladesh. Por um dia de trabalho como este, o trabalhador ganha cerca de $8.

KM/Asad/Zuma Press"

Naquela tarde, Idris não podia trabalhar. Ele estava muito deprimido para fazer seu trabalho, então seus companheiros tiveram pena dele. Eles lhe deram seus ganhos para que ele pudesse pagar pela matrícula de sua filha. Ele não sabia como agradecer a eles.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Ter um emprego ruim faz mais mal para a saúde do que ficar desempregado, afirma Estudo

"Um limpador de esgotos da Dhaka City Corporation limpando esgotos da cidade em 03 de maio de 2017, em Dhaka, Bangladesh. Apesar do aumento do número de mortes de trabalhadores em bueiros todos os anos, os empregados normalmente entram nesses buracos sem nenhum equipamento de proteção."

Naquele dia, ele decidiu que deveria dizer a verdade. Ele chegou à sua casa sem antes tomar banho e entregou o dinheiro para sua filha. Além disso, ele fez uma grande confissão: contou-lhes qual era seu verdadeiro trabalho. Ao contrário do que ele esperava, suas filhas o abraçaram e ele deixou de sentir vergonha.

"Vergonha para Bangladesh. Este relato é um tópico importante em quora.com"

As moças agora ajudam o pai e têm empregos de meio período. Na maioria das vezes, elas visitam o trabalho do pai e levam comida para os colegas de trabalho dele, como um gesto de agradecimento pelo o que fizeram por sua família.

Não há dúvida de que Idris criou três pessoas muito valiosas e ele deve estar muito orgulhoso.

"Um limpador de esgotos da Dhaka City Corporation recebe ajuda para descer no ralo para limpar lama e lixo, incluindo sacos de polietileno da tubulação em Dhaka. O lixo e os resíduos de Bangladesh são umas das maiores razões dos alagamentos durante a época das monções na capital."

Vale a pena ressaltar que Dhaka, a cidade onde Idris e sua família vivem, tem uma população de mais de 14 milhões de pessoas e foi recentemente afetada por grandes inundações causadas pelas fortes chuvas e por um sistema de drenagem águas pluviais inadequado.

"Você acha que o seu trabalho é difícil? Limpador de esgotos tentando manter o sistema de drenagem funcionando em Bangladesh."

A morte dos trabalhadores dos esgotos aumenta cada vez mais, mas as empresas continuam a não fornecer equipamentos adequados.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Ele pedia dinheiro nas ruas, mas deram uma repaginada nele e isso mudou sua vida