Preocupada com o preconceito que sua filha poderia sofrer, ela decidiu iniciar uma campanha desde o seu nascimento

Família & Crianças

May 27, 2019 20:57 By Fabiosa

Todo pai sonha que seus filhos venham ao mundo saudáveis para que possam desfrutar da vida e que possam alcançar todos os seus sonhos. Por isso, quando obstáculos surgem no caminho dos pequenos, eles lutam com unhas e dentes para que nada atrapalhe essa jornada.

Preocupada com o preconceito que sua filha poderia sofrer, ela decidiu iniciar uma campanha desde o seu nascimentoGolden Pixels LLC / Shutterstock.com

Este é o caso de Carolina Fenner, uma brasileira residente nos Estados Unidos que recentemente deu à luz a sua primeira filha, a pequena Luna. Depois de 48 horas de trabalho de parto, ela estava feliz de ter sua bebê nos braços, mas foi nesse momento que algo atrapalhou seu encantamento.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de 🥰 Luna Tavares Fenner 🥰 (@luna.love.hope) el

Luna havia chegado ao mundo com uma doença de pele rara, chamada nevo melanocítico congênito. Uma mancha escura formada pela acumulação excessiva de melanócitos, que no caso dessa bebê, ocupa quase seu rosto inteiro.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de 🥰 Luna Tavares Fenner 🥰 (@luna.love.hope) el

Ao ver sua filha, Carolina se apaixonou imediatamente por cada um de seus traços, mas não pôde evitar de temer por sua vida em meio a um mundo que tem pouca consciência a respeito da diferença e também onde a aparência tem muita importância.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de 🥰 Luna Tavares Fenner 🥰 (@luna.love.hope) el

Por esta razão, decidiu iniciar uma campanha através do Instagram para gerar consciência sobre a doença de sua filha, para que assim pudesse evitar que Luna sofresse algum tipo de bullying por conta da desinformação a respeito desse tipo de condição.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de 🥰 Luna Tavares Fenner 🥰 (@luna.love.hope) el

A campanha teve tanto sucesso, que a conta tem mais de 7 mil seguidores, muitos dos quais inclusive pintaram seu rosto com uma mancha similar a de Luna, para mostrar sua solidariedade.

Não temos palavras para descrever nossa gratidão. Eu quero que o mundo saiba mais sobre essa condição e, sobretudo, aprenda a não agir com indiferença ou com preconceito só porque acredita que algo não é normal a partir de seu próprio ponto de vista.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de 🥰 Luna Tavares Fenner 🥰 (@luna.love.hope) el

Obrigado!

Esta maravilhosa iniciativa não é só importante para Luna, mas também para todas as pessoas que sofrem de alguma condição que as fazem parecer um pouco "diferentes". Graças a mães como a Carolina podemos sonhar com um mundo melhor, mais inclusivo e mais justo, não é verdade?