Aquele momento embaraçoso quando seus filhos te veem fazend

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Aquele momento embaraçoso quando seus filhos te veem fazendo sexo: como você lida com a situação?

Date May 10, 2018 16:44

Talvez você já tenha passado por este momento embaraçoso em que você e seu parceiro estão tendo relações sexuais em um sábado à noite enquanto pensam que seus filhos estão dormindo e... Surpresa! Eles aparecem na porta e veem mais do que você gostaria.

Apesar de ser uma situação pela qual ninguém quer passar, na verdade ela é muito comum nas famílias. Então, o que fazer em uma situação “desastrosa” como essa? Mentir ou dizer a verdade? Deborah Roffman, educadora sexual da “Park School of Baltimore” e autora do livro “Fale comigo primeiro: tudo o que você precisa saber para se tornar a pessoa de referência de seus filhos sobre sexo”, tem as respostas.

Eugene Partyzan / Shutterstock.com

1. Cubra-se um pouco e contenha a situação

Seu primeiro instinto depois de ser pego em meio a esta situação é se cobrir, certo? Tudo bem, mas não deixe que sua linguagem corporal dê sinais equivocados. Apesar de você estar surpreso, você será obrigado a relaxar. Do contrário, seu filho se dará conta da sua ansiedade e pensará que algo terrível aconteceu. Diga algo como: “Estamos realmente surpresos de te ver aqui. Pensamos que estávamos sozinhos e provavelmente por isso reagimos dessa maneira”.   

2. Pergunte por que ele está ali

George Rudy / Shutterstock.com

Descubra o que levou seu filho ao quarto. Ele teve um pesadelo? Está se sentindo mal? De qualquer forma, leia as emoções do seu filho e direcione a conversa para isso. Eles podem estar confusos, assustados ou simplesmente desorientados.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Oferecer uma educação positiva aos filhos em um mundo moderno é um desafio possível aos pais

3. Mudar para o “modo papai”

Se a criança ficar com medo depois de ver essa situação, peça que ela se aproxime da cama para dar um abraço tranquilizador. Lembre-se: a perspectiva do seu filho do que estava acontecendo é muito diferente da sua. Não é  legal você agir como se aquilo não fosse normal, então tente agir como se tudo estivesse bem.

Se você não se sente confortável para abraçá-lo nessa hora, peça que ele vá para o quarto dele e diga que vocês estarão lá em segundos.

4. As palavras corretas

wavebreakmedia / Shutterstock.com

A primeira coisa que você pode dizer é que você estava tendo um momento íntimo com o outro, então se ele puder sair e fechar a porta, seria ótimo. Pode ser muito simples, mas, claro, o sucesso vai variar dependendo da idade do seu filho. Um menino de 6 anos terá uma compreensão melhor de “privacidade” que uma criança de 4 anos.

5. Resista à tentação de mentir

Quando você tiver essa conversa, seja direto e não invente histórias. A desonestidade não faz mais que estabelecer um precedente sobre sua veracidade. A criança se dará conta de que algo não está certo e saberá que existe mais coisas além de meras desculpas; ela saberá que você mentiu.

6. O começo da conversa

Alguns adultos acham que saber sobre sexo muito cedo pode ser prejudicial para as crianças, mas é completamente o contrário. Os pais que têm conversas contínuas sobre sexo e tratam o assunto como um fato da vida evitam um comportamento perigoso no futuro.

“As crianças criadas desta maneira adiam as primeiras experiências sexuais até que tenham a maturidade necessária para lidar bem com o assunto”, disse Roffman. “As pessoas que sabem como pensar em algo tomam decisões mais cautelosas, deliberadas e reflexivas.”

Você já passou por essa situação chata? Como lidou com isso?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 7 erros na educação que atrapalham seu filho a desenvolver características de liderança


O material deste artigo é destinado apenas a fins informativos e não substitui o conselho de um especialista devidamente habilitado.