15 objetos pessoais infestados de bactérias que você não deve compartilhar por nada no mundo

Compartilhar nossas coisas pode ser um gesto de gentileza e de bondade; No entanto, existem certos itens pessoais que definitivamente não devem ser compartilhados, porque eles só farão mais mal do que bem para sua saúde. 

O site BuzzFeed Life perguntou ao Dr. Whitney Bowe, um dermatologista certificado de Nova York, Estados Unidos, e ao Dr. Philip Tierno, professor de microbiologia e patologia na Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York, quais elementos você definitivamente não deveria compartilhar, mesmo com seus amigos mais próximos.

Muitos deles irão te surpreender, porque nós os compartilhamos com frequência.

1. Lâmina de barbear

Quando você faz a barba, a lâmina coleta células mortas da pele misturadas com bactérias, então quanto mais pessoas a usam, maior o risco de infecção. Algumas pessoas podem transportar bactérias nocivas na sua pele sem ficarem doentes, por isso é impossível saber se uma lâmina está contaminada. Por causa dos cortes e abrasões que podem acontecer durante o barbear, você também pode contrair doenças transmitidas pelo sangue, como hepatite e HIV.

2. Sabonete em barra

sumire8 / Shutterstock.com

Mesmo que você lave apenas as mãos com eles, esses itens estão cobertos de bactérias. Após o uso em casa, a barra fica repleta de microrganismos da pele, desde germes inofensivos a patógenos mais letais. É ainda pior se o recipiente em que o sabonete está estiver úmido, pois isso facilita o crescimento de bactérias, fungos e vírus. 

3. Cortador de unhas

Mesmo que pareça que a pessoa com quem você os compartilha tenha unhas limpas e saudáveis, os cortadores de unha também representam um risco, pois são usados ​​onde as verrugas e os fungos se escondem nos dedos das mãos, pés e solas. Compartilhá-los poderia levar ao surgimento de fungos nas unhas ou mesmo a alguns tipos de HPV que causam problemas plantares.

4. Toalhas

Toalhas são um terreno fértil para germes, especialmente quando estão penduradas em um banheiro úmido. Dessa forma, toalhas contaminadas podem transmitir infecções fúngicas da pele, bactérias que causam acne e até infecções oculares.
 

5. Pinças para depilação

BLACKDAY / Shutterstock.com

O verdadeiro problema acontece quando as pinças estão sujas e você perfura a pele ao tentar remover um pelo encravado, porque elas podem rapidamente se tornar ferramentas para espalhar doenças transmitidas pelo sangue.

6. Antitranspirante e desodorante

Compartilhar coisas que foram usadas na axila de outra pessoa é nojento. De fato, desodorantes do tipo stick ou roll-on contaminados podem causar infecções se os germes entrarem em contato com ferimentos leves deixados pela depilação ou encontrarem uma passagem através dos pelos encravados. 

Alguns desodorantes eliminam bactérias que causam odores, então os ingredientes antibacterianos fornecem proteção adicional. Mas muitos desodorantes, especialmente os orgânicos, simplesmente mascaram o odor com a fragrância, facilitando o crescimento dos germes nas axilas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 7 dicas de higiene para manter a sua saúde em dia!

7. Esponjas

Tomas Florian / Shutterstock.com

Pelo fato de as esponjas dificilmente secarem entre os usos, é muito fácil para os fungos e vírus das células mortas da pele crescerem, se multiplicarem e viverem em suas fibras. Uma esponja contaminada pode causar infecções como acne, fungo nas unhas e outras micoses.

8. Qualquer produto que esteja em um pote

Annashou / Shutterstock.com

Toda vez que alguém mergulha seus dedos em um produto, novos germes contaminam todo o frasco e eles se espalham para a pele ou para o rosto da pessoa que o usa mais tarde. Isso pode espalhar bactérias, como estreptococos ou estafilococos, e pode causar foliculite (inflamação do folículo piloso) e acne.

9. Batom

As bactérias podem ser transferidas através das membranas de sua boca para a corrente sanguínea, simples assim. Os lábios têm uma extensa rede de vasos sanguíneos logo abaixo da superfície e absorvem tudo o que você coloca na boca, incluindo os germes.
 

10. Escovas de dentes

Africa Studio / Shutterstock.com

Parece óbvio, mas existem pessoas que poderiam pensar que é suficiente lavar a escova depois de usá-la para que ela fique completamente limpa, o que não é verdade. Seus próprios germes da boca não te deixam doente, mas se as bactérias da sua escova de dentes tiverem saído da boca de outra pessoa, ela pode transmitir novos patógenos que causam gripe, infecção por estreptococos, norovirus e muito mais.

11. Brincos

É possível transmitir infecções pelo sangue dessa maneira. Portanto, é melhor evitar emprestar seus brincos ou pelo menos desinfetá-los com álcool antes e depois de compartilhá-los.
 

12. Pedra-pomes

Africa Studio / Shutterstock.com

As pedras-pomes estão literalmente cheias de pele morta, então você provavelmente não quer compartilhá-las. Além disso, as pedras também podem transmitir fungos ou até algumas cepas de HPV que causam verrugas plantares.
 

13. Pasta de dentes

Africa Studio / Shutterstock.com

Existe um certo grau de risco quando se compartilha o creme dental, especialmente se você empurrar a ponta do tubo nas cerdas da escova. O tubo pode abrigar bactérias onde a escova de dentes tocou, e elas são transmitidas a cada uso. Se você for compartilhar a pasta, simplesmente evite tocar a ponta do tubo com a escova ou limpe o tubo sempre que puder.
 

14. Chinelos

stockfour / Shutterstock.com

Os chinelos são um item muito pessoal, porque é fácil para os fungos e bactérias do pé de uma pessoa viverem neles, especialmente se estiverem frequentemente molhados. Dessa forma, você pode transmitir pé de atleta, verrugas e até mesmo um vírus chamado molusco, que produz manchas brancas na pele.
 

15. Fones de ouvido

 

Estudos mostram que os fones de ouvido geram muitas bactérias, que aumentam ainda mais se você usá-los durante o exercício físico, porque o calor e a umidade adicionais facilitam a multiplicação desses microrganismos. Quando você compartilha esses fones, bactérias como Staphylococcus e Streptococcus podem permanecer neles e provocar infecções, furúnculos ou pústulas.

Se alguém te pedir emprestado algum desses objetos, explique como isso pode ser perigoso para a saúde. Se não funcionar, use qualquer outro pretexto, mas, por favor, não empreste!

Fonte: BuzzFeed

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pesquisas recentes revelam que o uso de produtos para higiene íntima pode ter relação com aumento de infecções