Por trás deste homem que se negou a fazer o cumprimento nazista, se esconde uma tragédia

INSPIRAÇÃO

Por trás deste homem que se negou a fazer o cumprimento nazista, se esconde uma tragédia!

Date June 5, 2017 13:16

Poucos conhecem o nome de August Landmesser, que ficou imortalizado eternamente na imagem onde uma multidão realiza o cumprimento nazista, enquanto August Landmesser fica de braços cruzados. Apesar de que a fotografia é mundialmente conhecida como um símbolo de desafio, a desobediência de Landmesser teve graves consequências.

dirkdeklein.net

Em 1931 August Landmesser se filiou Partido Nazista, dois anos antes de Hitler ter sido nomeado chanceler da Alemanha. Ele não estava interessado na questão da pureza racial, mas devia manter a descrição para conseguir um trabalho. Em 1935, se apaixonou por uma mulher judia, seu nome era Irma Eckler, pouco depois, ficaram noivos. O casal esperava um bebê e por isso foi expulso do partido, o que não lhe causou nenhum incômodo.

dirkdeklein.net

A pequena Ingrid nasceu em 29 outubro de 1935. Criar uma criança com uma mulher judia, que não era legalmente sua esposa, já que a lei não o permitia, era um inferno durante aquele período, mas o pior ainda estava por vir. Depois de passar momentos de humilhação e medo por quase dois anos, Landmesser decidiu que era hora de fugir da Alemanha. Era então 1937. Ao tentar cruzar a fronteira com a Dinamarca, foi detido.

dirkdeklein.net

Landmesser foi acusado de “desonrar a raça”. Declarado culpado em julho de 1937, conseguiu ser absolvido por falta de provas. Neste momento Irma Eckler estava grávida e ambos se negavam a separar-se, apesar da lei contrária ao relacionamento. Eckler foi detida pela Gestapo e mandada a prisão Fuhlsbüttel, onde Irene, sua segunda filha nasceu.

dirkdeklein.net

Dali foi enviada ao campo de concentração feminino em Ravensbrück, Irma escreveu várias cartas confirmando seu paradeiro, até ser enviada ao Centro de Eutanásia de Bernburg, onde teve o mesmo destino de 14.000 prisioneiros.

dirkdeklein.net

Sua morte foi confirmada em 1949 através de documentos oficiais. Já August Landmesser cumpriu sua pena em uma prisão comum. Foi recrutado pelo batalhão de  Strafbattalion em 1944. Tais batalhões eram compostos por criminosos, opositores políticos e similares.

dirkdeklein.net

A esperança de manter-se vivo servindo um dos batalhões do regime nazista era extremamente baixa, já que apenas os usavam como proteção. Após ser assassinado em 17 de outubro de 1944, Landmesser foi declarado desaparecido. Assim como Irma Eckler, teve sua morte confirmada em 1949. Suas filhas, Ingrid e Irene sobreviveram à guerra. Seu grande amor e resistência perduram na história até os dias atuais.