Febre nas crianças: até que ponto é normal, quando se pre

INSPIRAÇÃO

Febre nas crianças: até que ponto é normal, quando se preocupar e em que momento procurar um médico

Date October 20, 2017 10:55

Um filho com febre pode ser uma experiência traumática para pais de primeira viagem, embora seja fato que qualquer criança vá ter febre, sem importar quão cuidadosos são os seus progenitores. Por isso, é importante que você saiba como estar preparado para uma febre e o que fazer caso seus filhos a tenham.

Em primeiro lugar, é necessário conhecer alguns fatos importantes sobre a febre:

1. A febre é um sintoma, não uma doença

Uma febre indica que o corpo do seu filho está tentando lutar contra uma infecção causada pela presença de um vírus ou uma bactéria no organismo. Outros fatores (exercícios, brincadeiras sob o sol) podem aumentar a temperatura do corpo e, nesses casos, tal incremento não é ruim.

2. Você deve aferir a temperatura na axila do seu filho

O Dr. Delos Reyes recomenda usar um termômetro especialmente elaborado para as axilas. Com este tipo de termômetro, uma aferição de 37,5 °C é considerada uma febre. Uma febre leve vai dos 38 aos 39 °C, uma febre alta dos 40 aos 41 °C e uma febre extremamente alta é a partir dos 42 °C.

3. Cuidado com a noção de “quanto mais agasalhado, melhor”

Alguns pais acreditam que, se cobrirem seus filhos com camisetas manga longa, o suor fará com que a febre desapareça ou diminua. Errado. Pelo contrário, se você cobre muito seu filho, aumentará sua temperatura levemente. Se seu filho apresenta uma temperatura maior do que 38,5 °C, é hora de ir ao médico.

4. A dor de dente não deveria causar febre

O Dr. Delos Reyes afirma que: “há pouca evidência que apoie a crença de que a dor de dente cause febre. Ainda que seja difícil desacreditar por completo, sempre é prudente identificar outras causas da febre e se é maior que 38,5 °C”.

5. A febre é uma resposta normal à imunização

A febre geralmente se apresenta dentro de 24 horas depois da injeção. No entanto, se a febre é persistente, faça com que um médico avalie seu filho.

Quando não deve se preocupar?

1- Quando seu filho tem febre por até cinco dias, seu comportamento é relativamente normal, ele come, bebe e brinca com normalidade. (Pode ser que ele esteja mais cansado do que o normal).

2- Se seu filho apresentar temperatura até os 39,4 °C, pois pode ser comum e não necessariamente preocupante.

3- A febre diminui se seu filho foi imunizado recentemente. Estas podem ser normais se duram menos de 48 horas.

Quando você deve se preocupar?

Os sintomas de alarme são:

- Comer e beber muito pouco.

- Mudanças de comportamento (letárgico).

- Diarreia ou prisão de ventre.

- Urina escura, em pequenas quantidades e dolorosa.

- Vômitos frequentes.

- Dor de garganta persistente.

- Dor de cabeça constante.

- Confusão e torcicolo.

- Dor de ouvido.

- Problemas para respirar.

- Erupções

Quando você deve ir ao médico com urgência?

- Se a criança tem menos de três meses e apresenta febre, pois a febre é sua única reação ante doenças graves.

- Se a febre do seu filho dura mais de cinco dias. As infecções bacterianas causam febres duradouras e devem ser tratadas com antibióticos indicados por um médico.

- Se a febre é maior do que 40 °C.

- Se a febre do seu filho não diminui com remédios.

- Se seu filho não está agindo normal, não quer levantar e não está bebendo líquido suficiente.

- Se seu filho convulsiona e tem febre, já que estes podem ser sintomas de uma meningite.

Como controlar a febre do seu filho?

1- Dê um banho com água morna para que ele se sinta cômodo. Não adicione álcool na água, já que pode ser absorvido pelo seu corpo e causar efeitos tóxicos.

2- Mantenha a temperatura do quarto do seu filho fria e o vista com roupas leves e frescas.

3- Faça-o beber muitos líquidos, até os picolés ajudam.

4- Seu filho pode se deslocar pela casa, ele não tem que ficar deitado o tempo todo. O importante é que ele não se esgote e não corra.

5- Nunca dê aspirina para controlar a febre, pois foi provado que este remédio está vinculado a uma síndrome rara em crianças chamada “Síndrome de Reye”.

6- Se você acha que é uma febre relacionada com dengue, não lhe dê ibuprofeno, ácido mefenámico e outros anti-inflamatórios que contêm esteroides, já que estes podem piorar os sintomas desta doença. O mais recomendado é dar paracetamol nestes casos.

Se você acha que esta informação é valiosa, não se esqueça de compartilhar com familiares e amigos. E lembre-se, melhor prevenir que remediar!

É importante deixar claro que toda informação contida no Fabiosa tem um fim exclusivamente informativo, e que em nenhum momento deve ser considerada como assessoria, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deixe de procurar um médico, nem demore para buscar assistência médica por algo que tenha lido neste site.