A pré-diabetes pode progredir para o diabetes contínuo do tipo 2. Felizmente, a pré-dia

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

A pré-diabetes pode progredir para o diabetes contínuo do tipo 2. Felizmente, a pré-diabetes pode ser revertida!

Date September 21, 2017 11:14

A pré-diabetes (às vezes chamado de "diabetes limítrofe") é uma condição em que os seus níveis de açúcar no sangue são superiores ao normal, mas não tão altos quanto no diabetes. Ela é provocada pela resistência à insulina (suas células não conseguem usar a insulina para absorver a glicose (= açúcar) do seu sangue, o que leva a um aumento nos níveis de açúcar no sangue), diminuição da produção de insulina pelo pâncreas ou ambos.

De acordo com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, cerca de 84,1 milhões de americanos de 18 anos ou mais velhos sofrem de pré-diabetes, o que significa que 1 em cada 3 americanos adultos a tem.

Se a pré-diabetes não for tratada em tempo hábil, ela pode progredir para o diabetes do tipo 2, o que é irreversível. Felizmente, a pré-diabetes pode ser revertida se você fizer certos ajustes de estilo de vida.

Na maioria das vezes, a pré-diabetes não mostra sintomas. Mas quando isso acontece, eles são parecidos com os do diabetes do tipo 2:

- aumento da sede e da fome;

- aumento da micção;

- problemas de visão;

- cansaço;

- perda de peso inexplicável.

Alguns fatores podem te colocar em risco de desenvolver a pré-diabetes. Mas também é útil saber se você corre o risco de desenvolver o diabetes do tipo 2! O vídeo abaixo denomina todos os fatores.

[jwp_place]

Quanto à pré-diabetes, os fatores de risco são:

- ter 45 anos ou mais;

- excesso de peso ou obesidade, especialmente se você carrega a maior parte dos quilos extras em torno de sua cintura;

- dieta pobre;

- falta de atividade física;

- ter um histórico familiar de diabetes;

- raça – por algum motivo, os afro-americanos, os hispânicos, os nativos americanos e os asiáticos do Pacífico são mais propensos a desenvolver a condição de que as pessoas caucasianas;

- síndrome dos ovários policísticos;

- diabetes gestacional (aumento do açúcar no sangue durante a gravidez) e parto de um bebê que pesa mais de 9 libras (4,1 quilos);

- pressão sanguínea e colesterol altos;

- fumar;

- sono insuficiente ou má qualidade do sono, geralmente por causa de problemas como a apneia do sono.

Se você sabe que está em risco, é melhor você fazer um teste para a pré-diabetes. O seu médico vai solicitar um exame de sangue para determinar se você tem o problema.

Como já mencionamos acima, você pode tomar medidas para reverter a pré-diabetes e voltar o seu nível de açúcar no sangue ao normal. Os passos que você precisa tomar são:

- perder peso de forma gradual e saudável - você deve evitar dietas de choque;

- ingerir uma dieta equilibrada - consumir menos gorduras e mais carboidratos complexos, fibras e proteínas (consulte o seu médico sobre o plano de refeição);

- exercício moderado ou intenso ou uma combinação dos dois. Recomenda-se que pratique pelo menos 150 minutos de exercício por semana;

- tomar os seus medicamentos conforme prescrito;

- parar de fumar.

Referências: NIDDK, HealthLine, Mayo Clinic, WebMD

Esta publicação é apenas para fins informativos. Não se destina a fornecer conselhos médicos. A Fabiosa não assume a responsabilidade por possíveis consequências de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação dietética, ação ou aplicação de medicação que resulte de ler ou seguir a informação contida nesta publicação. Antes de realizar qualquer tipo de tratamento, o leitor deve consultar seu médico ou outro profissional de saúde.