Cabeleireira se recusou a cortar cabelo de mulher devido à

INSPIRAÇÃO

Cabeleireira se recusou a cortar cabelo de mulher devido à psoríase

Date December 4, 2017 13:09

Provavelmente, a maioria das pessoas já experimentou situações desagradáveis em várias esferas. Às vezes, elas acontecem de propósito, em outros casos, algumas pessoas simplesmente não estavam cientes de alguns fatos. Esta mulher se sentiu ofendida em um salão de beleza porque a equipe não tinha conhecimento sobre sua doença.

Julia, 31 anos, teve uma experiência bastante desagradável ao ir a um cabeleireiro para cortar o cabelo.

Ela acabara de se submeter a uma cirurgia e estava ansiosa para cuidar de sua aparência. Julia tinha uma condição de saúde chamada artrite psoriática, que geralmente a deixa com coceiras e manchas ressecadas na pele.

Querendo se sentir bem novamente, Julia decidiu sair de casa pela primeira vez desde a cirurgia.

WVUA 23 / YouTube

Ela entrou no cabeleireiro e se sentou em uma cadeira. Quando a cabeleireira apareceu e olhou para seu cabelo, Julia ficou surpresa com o tom grosseiro e julgador usado por ela ao dizer: "Isso é contagioso?!".

A cabeleireira notou as manchas ressecadas e teve uma reação desagradável. Apesar de se sentir ofendida, Julia explicou o que é a psoríase e que ela não pode ser passada de uma pessoa para outra.

WVUA 23 / YouTube

WVUA 23 / YouTube

Apesar das explicações de Julia, a cabeleireira se recusou a atendê-la e solicitou que ela saísse.

Não é necessário dizer que ela ficou muito chocada e chateada. Julia se viu chorando em seu carro. Ela disse: "Ela fez com que eu me sentisse constrangida. Ela me fez sentir como se tivesse feito algo errado... Que havia algo de errado comigo".

Ao procurar a gerência do salão para obter esclarecimentos, ela foi informada que os membros da equipe têm o direito de recusar atendimento caso sintam que sua saúde está em risco. De acordo com eles, Julia deveria ter levado algum tipo de documentação médica para ser atendida.

Julia fez uma publicação no Facebook contando sua experiência para obter apoio e mostrar que ser discriminada devido sua condição era errado.

O que você acha sobre esta situação? Por favor, compartilhe conosco sua opinião.