Mulher de 50 anos dá à luz seu próprio neto depois de se oferecer para ser barriga de a

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Mulher de 50 anos dá à luz seu próprio neto depois de se oferecer para ser barriga de aluguel de seu filho e sua nora

Date February 27, 2018 05:58

Quando Kayla Jones, 29 anos, se casou em 2012, ela sabia que não seria capaz de dar à luz uma criança, então o casal tinha esperanças de contar com a ajuda de uma barriga de aluguel. Entretanto, Kayla jamais esperava que a mulher que carregaria o bebê para ela seria a sua própria sogra.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Beyoncé e Jay-Z pensam em ter quarto bebê, mas através de uma barriga de aluguel

Kayla sofreu uma histerectomia parcial quando era adolescente, o que eliminou qualquer possibilidade de ela engravidar no futuro. Como ela e seu marido queriam um bebê biológico, eles se voltaram para a maternidade por substituição. No entanto, várias das opções não funcionaram e Kayla não teve escolha senão aceitar a oferta de sua sogra, Patty Resecker.

Kayla compartilhou sua história no LoveWhatMatters, dizendo:

Minha sogra sempre brincou sobre ser a nossa substituta. Depois que algumas de nossas opções de barriga de aluguel não funcionaram, começamos a levar minha sogra mais a sério.

A princípio, a ideia parecia maluca, mas, depois de fazer uma pesquisa minuciosa, Kayla convenceu a si mesma e ao marido de que realmente poderia funcionar. O casal e Patty, 50 anos, fizeram alguns testes para ver se ela era capaz de ser =barriga de aluguel, o acabou se descobrindo que ela era!

Patty engravidou com sucesso usando o processo de fertilização in vitro em maio de 2017 e, após sete meses, o bebê Kross Allen Jones chegou ao mundo.

Quando Patty foi perguntada como ela se sentia sendo barriga de aluguel, ela disse que se sentia "abençoada".

Recentemente tive o privilégio de fazer uma das coisas mais gratificantes: carregar meu próprio neto para meu filho e minha nora. Isso é algo que abençoou não só a mim e minha família, mas também a família de Kayla. Uma criança é um compromisso vitalício e eu sabia que não havia duas pessoas mais merecedoras do que eles. Vê-los com Kross e ver os pais que eles já estão se tornando emociona a minha alma.

via GIPHY

Embora a ideia de usar um membro da família para a maternidade por substituição pareça controversa, de acordo com o WebMD essa opção é mais gerenciável. Enquanto a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva geralmente desaconselha maternidade por substituição quando a criança carrega os mesmos genes que os de uma criança nascida de incesto entre parentes próximos, a situação de Kayla e Patty não representa problemas, pois o bebê foi gerado via fertilização in vitro.

surrogate sounds controversial, WebMD says it’s more manageable. While the American Society for Reproductive Medicine generally disfavors surrogacy if a child would carry the same genes as a child born of incest between close relatives, Kayla and Patty’s situation is fine as the baby was created via IVF.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Depois de lidar com a infertilidade por 13 anos, casal agora espera por 3 crianças de duas fontes diferentes