Como podemos prevenir o abuso de animais? Como identificar os sinais mais comuns e denunciar a crueldade aos animais

Animais

November 13, 2018 14:54 By Fabiosa

A única razão válida para ferir um animal é a autodefesa. No entanto, as pessoas abusam de animais por muitas outras razões, das quais as mais comuns são: simplesmente não percebendo; por curiosidade; e para receber benefícios (emocionais ou materiais). Vamos olhar um pouco mais de perto esses motivos.

Na maioria das vezes, as pessoas não prejudicam os animais intencionalmente e isso se trata dos casos onde o abuso se manifesta na forma de negligência, geralmente, quando o dono não consegue fornecer condições de vida adequadas ou satisfazer as necessidades básicas do animal.

Um outro grupo de pessoas representa o segundo motivo. Pode acontecer, por exemplo, quando crianças machucam um gato perdido apenas para ver o que vai acontecer. Tal crueldade aos animais acontece esporadicamente e nunca dura por um longo período de tempo.

No entanto, o terceiro grupo de pessoas representa o pior motivo. As pessoas que gostam de ferir animais são frequentemente diagnosticadas com um distúrbio psicológico chamado zoosadismo. No entanto, seja qual for o motivo, se você quiser ajudar um animal que sofreu agressões, é necessário conhecer os sinais.

Como podemos prevenir o abuso de animais? Como identificar os sinais mais comuns e denunciar a crueldade aos animais

nonupperuct / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: De partir o coração: seis anos depois da morte do dono, cachorro sente seu cheiro e tem uma reação comovente

Sinais de animal abusado

O número de maneiras possíveis de abusar de um animal é enorme. Portanto, os sinais de crueldade aos animais são basicamente incontáveis. No entanto, vamos descrever os mais comuns para que você possa identificar o abuso de animais e ajudar a pobre criatura. Estes são os sinais de abuso em gatos, cães e outros animais domésticos:

  1. Feridas por causa da coleira apertada;
  2. Feridas abertas ou crônicas que não são tratadas;
  3. Pele escamosa não tratada, erupções cutâneas, inchaços;
  4. Infestação parasitária (pulga, carrapato, etc.);
  5. Tosa extremamente malfeita;
  6. Mancando ou incapacidade de ficar em pé;
  7. Secreção pesada do nariz ou olhos;
  8. Sinais de abuso físico (hematomas, fraturas, etc.);
  9. Sinais de extrema desnutrição ou desidratação;
  10. Comportamento extremamente agressivo em relação às pessoas;
  11. Condições de vida insalubres e sujas;
  12. Gaiolas muito pequenas que restringem o movimento normal do animal (incapacidade de se levantar ou se virar).

Seja negligência não intencional ou um terrível caso de abuso físico, caso você note os sinais de abuso de animais descritos acima e acredite que o animal esteja em perigo, por favor, comunique o caso às autoridades responsáveis da sua região. Se você, no entanto, achar que a situação exige que ações imediatas sejam tomadas, ligue para o 190 o mais rápido possível.

Como podemos prevenir o abuso de animais? Como identificar os sinais mais comuns e denunciar a crueldade aos animaisdog at the vet

Jaromir Chalabala / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Tipos de abuso contra os animais: desde a negligência dos proprietários até o comércio de peles e brigas de cães

Kürbis significa "abóbora"

Qualquer um pode ajudar animais maltratados, seja simplesmente relatando o caso de crueldade com animais ou simplesmente adotando um animal de estimação de um abrigo. Nem todos têm recursos para adotar um cachorro ou um gato, nós entendemos. Mas foi comprovado por milhões de pessoas que os animais de estimação podem ser os melhores companheiros e até mesmo mudar a sua vida. Conheça Kürbis, um pitbull idoso, que foi adotado por uma família amorosa e solidária.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Kürbis Künstner (@kurbis_with_an_umlaut) on

 

O pitbull tinha várias cicatrizes e pedaços faltando em suas orelhas e língua. Ele também não tinha muitos dentes. Kürbis estava extremamente desnutrido, mas, o mais importante, ele não sabia como ser um cachorro. Ele tinha algumas das características típicas de um cachorro abusado: não reagia a comandos, não se interessava em brinquedos, tinha falta de movimento, etc. No entanto, quando o cão sentiu o forte apoio da família, sua personalidade começou a brilhar. Ele gosta de ser carregado, gosta de moletons e fica louco quando vê um plástico bolha. Os jovens mostraram a Kürbis um novo mundo e ele mudou o deles.

 

Qualquer um que tenha um cachorro concordaria que essas criaturas são mais do que apenas animais de estimação. Eles são verdadeiros amigos, membros da família e companheiros amorosos. Se você decidir ajudar um cão abusado, tenha em mente algumas recomendações importantes: nunca bata no cachorro; tente manter sua voz calma e faça tudo devagar; não tente acariciá-lo por trás; forneça a ele seu próprio lugar seguro; não o force a fazer algo que não queira. Acreditamos sinceramente que qualquer animal de estimação merece ser tratado com amor e carinho.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Por vingança, uma mulher abandonada pelo namorado foi capaz de maltratar o cachorro dele e deixar o animal à beira da morte