Não é só um "assunto de família", a violência doméstic

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemas

Date November 22, 2018 22:21

Muitos de nós pensam que a violência doméstica não é um grande problema, que é simplesmente um "assunto de família". As pessoas sempre brigam e discutem. Na maioria dos relacionamentos, alguém domina e o outro se submete. No entanto, as coisas não são tão simples e exigem análise. Veja, quando um parceiro íntimo mata seu ente querido, isso certamente não está certo. Da mesma forma, se uma pessoa afirma domínio e controle total sobre a vida de seu parceiro, isola-o de seus amigos e familiares, prejudicando consistentemente sua autoestima, poucas pessoas veriam essa relação como saudável.

É assim que o tipo mais comum de violência doméstica se constitui. Geralmente, ela aumenta lentamente até o ponto de abuso físico e sexual, ou pior - um assassinato. Este tipo de violência é uma questão enorme, não só devido à sua prevalência, mas também devido aos seus efeitos absolutamente devastadores sobre as vítimas e perpetradores, bem como sobre a sociedade em geral. Vamos analisar os efeitos negativos mais comuns da violência doméstica.

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemasLolostock / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Especialistas mostram como mulheres traumatizadas pela violência doméstica podem se recuperar

Efeitos da violência doméstica

As pessoas raramente querem ver algo ofensivo nos olhos. No entanto, é importante ver a verdade, para poder mudar algo. E a verdade é que a violência doméstica é real e os efeitos devastadores dela também são reais. Aqui estão os mais comuns:

Efeitos físicos da violência doméstica

Os efeitos físicos do abuso nos relacionamentos podem ser percebidos e identificados. Embora o abuso físico seja indiscutivelmente o tipo mais perigoso devido ao fato de que pode resultar na morte da vítima, geralmente é o tipo mais fácil de evitar. Quais são as consequências deste tipo de abuso?

  • contusões inexplicáveis;
  • marcas vermelhas no pescoço;
  • fraturas suspeitas ou ferimentos na cabeça;
  • espasmos ou tensão muscular;
  • dores crônicas inexplicáveis;
  • fadiga crônica;
  • disfunção sexual;
  • problemas para comer e/ou dormir.

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemastaramara78 / Shutterstock.com

Efeitos psicológicos da violência doméstica

A violência do parceiro íntimo tem efeitos imprevisíveis na vítima. Basicamente depende de seu caráter, bem como a forma de abuso. No entanto, os efeitos mentais mais comuns são:

  • TEPT (transtorno de estresse pós-traumático);
  • depressão grave;
  • transtorno de ansiedade;
  • baixa autoestima e sensação de impotência;
  • comportamento suicida;
  • abuso de substâncias;
  • inseguranças em relação ao futuro;
  • problemas de confiança;
  • apatia, sensação de desmotivação.

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemasStock-Asso / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Depois de ser vítima de violência doméstica, essa mulher encontrou uma poderosa arma para refazer sua vida

Efeitos de longo prazo da violência doméstica nas crianças

A violência doméstica tem efeitos muito negativos não apenas sobre a vítima, mas também sobre as crianças que testemunham esse comportamento. Um dos efeitos mais comuns é que as crianças aprendem o modelo de comportamento dos pais e depois o introduzem em suas vidas. Outros efeitos a longo prazo podem incluir:

  • depressão crônica;
  • transtornos de ansiedade;
  • dificuldade em confiar em outras pessoas;
  • notas baixas na escola;
  • medo;
  • baixa autoestima;
  • problemas com temperamento.

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemasRido / Shutterstock.com

Efeitos da violência doméstica na sociedade

Muitas pessoas ainda acreditam que a violência doméstica acontece apenas em famílias de baixa renda ou entre minorias. No entanto, os dados mostram que ela ocorre quase na mesma proporção em todos os tipos de famílias, independentemente de sua renda, religião, raça, estado civil e orientação sexual. É por isso que a questão da violência doméstica é um grande problema em todas as comunidades. Mas isso não é tudo. A violência por parceiro íntimo também tem efeitos significativos em nossa sociedade:

  1. Cerca de 50% das mulheres experimentarão alguma forma de violência doméstica. Sua filha, irmã ou amiga podem se tornar vítima de abuso por parte de seu parceiro íntimo. É por isso que isso diz respeito a você.
  2. A violência doméstica custa muito dinheiro, cerca de US$ 5 bilhões para ser mais preciso. Por exemplo, toda vez que uma pessoa vai a um pronto-socorro devido a abuso físico por parte do parceiro ou que policiais atendem uma chamada de violência familiar, poderia-se evitar o gasto de dinheiro com esse problema.
  3. A violência doméstica também faz com que nossas empresas percam dinheiro. De acordo com diferentes recursos, as perdas foram em torno de US$ 1,1 bilhão e quase 8 milhões de dias de trabalho.
  4. As crianças aprendem a violência de seus pais. Portanto, o bullying nas escolas pode ser causado pela violência doméstica, entre outras coisas. Qualquer criança pode, então, tornar-se vítima de bullying.
  5. A violência doméstica geralmente não se limita à família. Uma pessoa que é cruel com sua família também pode ser perigosa com outras pessoas.

Não é só um "assunto de família", a violência doméstica afeta toda a sociedade e é preciso saber encarar os problemasasiandelight / Shutterstock.com

Como você pode ver, a questão da violência doméstica é assunto de todo mundo. Isso acontece em todos os lugares e todos podem se tornar vítimas ou perpetradores. Além disso, os horríveis efeitos a longo prazo do abuso doméstico mais uma vez nos lembram que esse problema deve ser resolvido o quanto antes. Se você se tornar uma testemunha de abuso doméstico, entre em contato com a Linha Direta Nacional sobre Abusos Domésticos no número 1-8-0 ou ligue para 1-9-0 em caso de situação de risco de vida. Em caso de possível suicídio, por favor, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV) no número 1-8-8. Vamos parar a violência doméstica.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Os homens também são vítimas da violência doméstica: veja dados e um caso emblemático