Há uma idade limite para amar? Aos 58 anos, ela se tornou mãe pela primeira vez, mas está sendo chamada de egoísta

Carolyne Ness é uma mulher de 59 anos que vive em Sydney, na Austrália e sempre sonhou em ser mãe desde pequena, mas só conseguiu atingir seu objetivo aos 58 anos. 

Quando Carolyne tinha 30, descobriu problemas de fertilidade em seu corpo, por isso perdeu a esperança de conceber naturalmente um filho. No entanto, nas duas décadas seguintes, ela continuou a nutrir o sonho da maternidade.

Tanto na Escócia (seu país de origem), quanto na Austrália (onde ela mora), lhe foram negadas a oportunidade de acessar a fertilização in vitro. Por esse motivo, ela viajou para a Índia para receber seu tratamento de fertilidade, até que finalmente conseguiu engravidar. 

37 semanas depois, Carolyne deu à luz uma criança saudável a quem chamou de Javed. 

undefinedThis Morning / YouTube

Quando a pequena nasceu, sua mãe sentiu que sua vida tinha um novo significado. Em uma entrevista no programa britânico This Morning, Carolyne, feliz da vida, disse: 

Minha vida está completa agora que tenho meu bebê e estou muito feliz por ter tomado a decisão de prosseguir com a fertilização in vitro. Apesar de eu ser uma mãe mais velha estou gerenciando tudo muito bem e minha bebê é muito querida e amada. 

undefinedThis Morning / YouTube

Carolyne é uma mulher saudável, então ela não está preocupada em não poder compartilhar com sua filha muitos anos de vida.  

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mãe de família vende próprio cabelo para comprar material escolar dos filhos

No entanto, caso algo de ruim aconteça com ela, a mamãe cinquentona tem um plano B: sua irmã, que é 5 anos mais nova e sua melhor amiga, 10 anos mais nova, que podem cuidar de sua filha sem problemas. 

Muitas pessoas nas redes sociais comentaram a história de Carolyne criticando-a por sua decisão, algumas até a chamaram de egoísta por dar à luz em idade avançada, o que provavelmente impedirá a pequena de ter avós e uma família completa quando crescer. 

Felizmente, alguns usuários também deram demonstrações de apoio para a mulher que realizou seu grande sonho apenas agora.

As mulheres na faixa dos 50 anos devem ter bebês? 

Ter um bebê na sexta (ou mesmo na sétima) década de vida pode ser desaprovado pela sociedade em geral. Mas a idade não deve ser o único fator na decisão de ter um bebê. 

  

Em primeiro lugar, o fator mais importante é a saúde das mulheres. Se uma mulher de 50 anos é fisicamente capaz de carregar um bebê e cuidar de si mesma, pode não ser uma má ideia engravidar.

undefined10 FACE / Shutterstock.com

Outro fator é que ela pode prover a criança e estar presente em sua vida. Se uma mulher está financeiramente preparada para ter um bebê e tem tempo suficiente para se dedicar a dar-lhe os cuidados necessários, essa é outra razão para seguir em frente. 

Embora não desejamos falar sobre isso, é necessário mencionar: uma mulher que tenha um bebê em idade avançada deve ter um plano de emergência caso algo aconteça com ela. É sempre necessário definir quem seria a pessoa que poderia cuidar do filho em casos indesejados de ausência definitiva.

undefinedOlesia Bilkei / Shutterstock.com

Com o aumento da expectativa de vida e cada vez mais mulheres crescendo em suas carreiras, é natural que elas decidam ter filhos em idade avançada. Apesar das críticas, suspeitamos que esta é uma tendência que continuará a aumentar, o que você acha?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mãe posta foto de filha "amamentando" a boneca e é alvo de comentários de ódio

 

Recomendamos