O que as mulheres devem saber sobre acne vaginal e 5 dicas para evitar essas espinhas irritantes

A acne gosta de aparecer nos lugares mais inesperados nos momentos mais inapropriados. As únicas áreas de sua pele que não podem ser afetadas pela acne são as palmas das mãos e solas dos pés.

Mas há uma parte em particular onde essas espinhas irritantes podem aparecer inesperadamente, e você já fica nervosa só de ouvir falar nesse nome: acne vaginal.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pergunta a um ginecologista: o que pode causar dor vaginal?

O aparecimento de acne em suas partes íntimas pode acontecer por várias razões, incluindo desequilíbrio hormonal e falta de higiene adequada. Acne vaginal é diferente de queimaduras e pelos encravados, e deve ser tratada de forma diferente. Abaixo, listamos algumas dicas para ajudá-la a se livrar do problema e evitar que ele ocorra novamente.

Little_studio / Shutterstock.com

Como tratar e prevenir a acne vaginal: 5 dicas

1. Não depile suas partes íntimas com muita frequência

Alena TS / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: "Eu quero uma médica!" 5 motivos para temer ginecologistas do sexo masculino e como superar esse medo

Apesar de os pelos encravados e a acne vaginal serem dois problemas distintos, a remoção frequente de pelos pode, na verdade, piorar a acne vaginal e aumentar o risco de infecção. Use apenas lâminas limpas e troque-as após dois ou três usos, pois elas podem piorar a irritação se não estiverem afiadas. Além disso, não se esqueça de hidratar a área após a depilação.

2. Use calcinhas feitas de tecidos naturais e evite o modelo fio dental

Quando se trata de escolher roupas íntimas, calcinhas comuns de algodão são a melhor opção. Elas são confortáveis, permitem a ventilação da área ​​e também minimizam o atrito durante o movimento. Para evitar o surgimento de bactérias prejudiciais, que causam acne, você também pode dormir nua para manter a região seca e arejada.

3. Lave suas partes íntimas com sabonetes suaves

Africa Studio / Shutterstock.com

Sabonetes com fórmula forte podem piorar a acne vaginal e prejudicar o equilíbrio bacteriano lá embaixo. Ao escolher um produto para lavar suas peças íntimas, opte por sabonetes suaves, como sabonetes de bebê e sabonetes naturais contendo ingredientes antibacterianos suaves, por exemplo, óleo de orégano ou óleo de melaleuca.

4. Restaure o equilíbrio hormonal

marilyn barbone / Shutterstock.com

Desequilíbrio hormonal é uma das causas mais comuns de acne vaginal. Ainda que existam algumas causas médicas graves de desequilíbrio hormonal, como a síndrome dos ovários policísticos (SOP), que exigem tratamento médico, o desequilíbrio hormonal leve pode ser tratado naturalmente. Manter uma dieta mais saudável pode ajudar com isso; concentre-se em vegetais e frutas frescas, grãos integrais e gorduras saudáveis, como o ômega-3. Além disso, você pode incluir produtos de soja em sua dieta, pois eles contêm fitoestrógenos, que podem ajudar a equilibrar seus hormônios sexuais.

5. Dê uma chance a medicamentos de venda livre

Se as dicas listadas acima não forem particularmente úteis, talvez seja hora de tratar o problema com produtos comprados em farmácia. Pergunte a um farmacêutico qual produto é melhor para a área delicada e certifique-se de aplicá-lo apenas nas áreas da pele onde nascem os pelos.

Fonte: Reader's Digest, Allure, Prevention

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Higiene íntima sem tabu: Regras simples, mas muito importantes sobre saúde da região íntima para meninas


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.

Recomendamos