Ela foi diagnosticada com doença rara depois de passar mais de 20 anos com coceira nas pa

Ela foi diagnosticada com doença rara depois de passar mais de 20 anos com coceira nas partes íntimas

Saúde e Estilo de Vida

October 25, 2018 01:32 By Fabiosa

Clare Baumhauer é uma mãe de dois filhos que teve um sintoma estranho por duas décadas, mas os médicos não conseguiram descobrir o que estava causando isso. 
Acontece que tudo virou uma condição rara que acabou levando ao câncer, agora Clare está aumentando a conscientização para ajudar outras mulheres na mesma situação. 
 

Por quase vinte anos, ela viveu com coceira e queimação vaginal e após visitar vários médicos diferentes, todos pensavam que ela tinha herpes, infecção por fungos vaginal ou infecção da bexiga. 
No entanto, sua condição não era nenhuma dessas. 

Em 2016, quando a dor e a coceira se tornaram insuportáveis, Clare procurou um médico diferente. O novo médico finalmente deu a Clare o diagnóstico correto: ela tinha câncer vulvar, provocado por uma condição incomum de causa desconhecida chamada líquen escleroso, que não foi diagnosticado durante anos. 

Clare ficou com muita raiva, pois sofreu por tanto tempo sem um diagnóstico exato,mas ao mesmo tempo ficou aliviada por finalmente saber qual era realmente o problema. 
 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 6 motivos que podem estar por trás da coceira nos seus seios. Saiba como evitá-la.


Ela fez cirurgias para remover o tumor e foi submetida à radioterapia para matar as células cancerígenas. O tratamento levou à menopausa precoce, mas fez o seu trabalho para matar o câncer, e Clare finalmente se livrou do problema.

Clare espera poder ajudar outras mulheres compartilhando sua história. Ela disse: 

Apenas não fiquem envergonhadas. Vá até os médicos e pergunte por que você se encontra nesta condição, quantas vezes precisar. 

Minha condição se deu por anos e eu fui mais de dez vezes aos consultórios. Eles deveriam ter notado que havia uma diferença entre meus sintomas e uma infecção comum.

A doença afeta geralmente mulheres entre os 70 e os 90 anos, mas cada vez mais mulheres jovens estão desenvolvendo o problema. 


Foi difícil para mim contar minha história, é pessoal, mas se eu puder ajudar apenas uma pessoa, valerá a pena.

Quais são os sintomas do câncer vulvar e como você pode diminuir o risco de contrair o câncer? 

Os sinais e sintomas do câncer vulvar se sobrepõem aos de condições mais comuns e incluem os seguintes : 

  • coceira persistente; 
  • dor e sensibilidade; 
  • sangramento anormal (ou seja, qualquer sangramento que não seja menstrual) 
  • alterações na pele, como mudanças de cor ou espessamento; 
  • caroço, inchaços semelhantes a verrugas ou úlceras. 

Ela foi diagnosticada com doença rara depois de passar mais de 20 anos com coceira nas partes íntimasANN PATCHANAN / Shutterstock.com

Para reduzir o risco de desenvolver câncer vulvar, essas práticas podem ajudar: 

  • praticar sexo seguro; 
  • limitar o número de parceiros sexuais; 
  • obter a vacina contra o HPV; 
  • não fumar. 

Ela foi diagnosticada com doença rara depois de passar mais de 20 anos com coceira nas partes íntimasAfrica Studio / Shutterstock.com

O câncer vulvar é incomum, mas ser extremamente atenta não faz mal. Se você tiver algum dos sinais e sintomas listados acima, consulte um ginecologista.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Por que você tem uma "coceira" lá embaixo? Quais as causas de coceira vaginal e o que fazer


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.