Que tipo de câncer de pele é o mais perigoso? Descubra com

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Que tipo de câncer de pele é o mais perigoso? Descubra como ele se desenvolve e como é possível reduzir seu risco

Date May 23, 2018 22:46

Quais são os tipos de câncer de pele e qual é o mais perigoso?

Os cânceres de pele são classificados de acordo com o tipo de células que afetam. Os três tipos principais são os seguintes:

  • carcinoma de células escamosas;
  • carcinoma basocelular;
  • melanoma.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Melanoma: Estatísticas, fatores de risco, e como identificar

O carcinoma de células escamosas se desenvolve em células escamosas, ou seja, são as células que compõem as camadas mais externas e intermediárias da pele. Este tipo de câncer normalmente ocorre nas áreas da pele que recebem mais sol, incluindo cabeça, pescoço, mãos, braços e parte superior das costas. O carcinoma de células escamosas é o tipo mais comum de câncer de pele e é também o menos provável de se espalhar.

O carcinoma basocelular começa a se desenvolver nas células basais, as células que se encontram abaixo das células escamosas. As células basais produzem novas células escamosas quando as velhas morrem. O carcinoma basocelular (CBC) normalmente se desenvolve na cabeça e no pescoço e com menos frequência em outras áreas expostas ao sol. Assim como o carcinoma de células escamosas, o CBC pode ser identificado precocemente e tratado apenas com cirurgia.

O melanoma começa nos melanócitos, as células que produzem o pigmento melanina - aquele que dá à pele sua cor. O melanoma geralmente se desenvolve em áreas da pele que recebem mais sol, mas pode surgir também em qualquer lugar, como entre os dedos dos pés. Este tipo de câncer é responsável por apenas 1% de todos os cânceres de pele, mas é o mais letal e tem maior probabilidade de se espalhar para além desse órgão.

Como o melanoma se espalha

O melanoma geralmente aparece como uma verruga no início. Ao contrário dos tumores não cancerosos, os melanomas usualmente possuem bordas irregulares e vários tons ou cores diferentes. Também tendem a crescer em tamanho.

Se o melanoma não tiver crescido além da pele, a verruga cancerígena e um pouco da pele circundante podem ser simplesmente removidas e nenhum outro tratamento será necessário.

Entretanto, se o melanoma não for diagnosticado a tempo, ele pode crescer mais profundamente na pele e atingir os vasos linfáticos e sanguíneos. Quando as células do melanoma entram no sistema linfático ou circulatório, elas podem se espalhar para órgãos distantes (como pulmões, fígado ou cérebro), se estabelecer e formar tumores.

Formas de minimizar o risco de câncer de pele

Não há maneira infalível para prevenir qualquer tipo de câncer. Contudo, existem maneiras de diminuir o risco de melanoma e outros tipos de câncer de pele.

Para se proteger, faça o seguinte:

  • aplique filtro solar com FPS 30 ou superior em todas as áreas expostas da pele, incluindo o rosto;
  • tente ficar fora do sol entre o horário das 10h às 16h, que é quando o sol está mais forte;
  • evite usar camas de bronzeamento;
  • verifique a sua pele em busca de quaisquer alterações incomuns todos os meses e informe todas as verrugas ou lesões suspeitas ao seu médico.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Estudo aponta que a maioria dos casos de melanoma surge a partir de novas pintas ou manchas


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.