Mulher quase morre depois de visitar uma plantação de abóboras

NOTÍCIAS

Mulher quase morre depois de visitar uma plantação de abóboras

Date September 21, 2018 19:55

Jennifer Hernandez, uma jovem da Califórnia, foi a uma plantação de abóboras com sua família. Pouco depois de voltarem para casa, Jennifer começou a se sentir mal. Ela também desenvolveu uma erupção inexplicável na pele.

Os médicos diagnosticaram Jennifer com febre maculosa, uma infecção bacteriana rara transmitida por carrapatos. Felizmente, a jovem recebeu tratamento em tempo com antibióticos e sobreviveu.

Dois anos depois de sua provação, Jennifer usou seu perfil do Facebook para fazer um alerta para que outros usuários da rede se protegessem dos carrapatos. Como ela explicou em seu post, ela estava usando sandálias de dedo no campo de abóbora, o que fez com que fosse mais fácil para o carrapato infectado mordê-la.

A mulher espera que sua advertência possa ajudar os outros a perceberem como as picadas de carrapato podem ser perigosas.

Quais os perigos das mordidas de carrapatos:

Carrapatos são minúsculos insetos sugadores de sangue, mas o dano que eles podem causar é enorme. Embora nem todos os carrapatos estejam infectados, muitos deles carregam bactérias, parasitas e vírus que podem levar a doenças graves em humanos.

undefinedSteven Ellingson / Shutterstock.com

Tais insetos são mais conhecidos por transportar bactérias que causam a doença de Lyme. Outras doenças menos conhecidas transmitidas por carrapatos incluem febre maculosa, anaplasmose, erliquiose, babesiose e tularemia.

undefinedSchlegelfotos / Shutterstock.com

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, o CDC, mais de 30.000 casos de doença de Lyme são relatados no país todos os anos. Já no Brasil, a doença é considerada mais rara e os casos estão concentrados nas regiões sul e sudeste.

No entanto, mesmo que você more em uma região diferente, é importante aprender como as doenças transmitidas por carrapatos se manifestam e como se proteger dos insetos.

undefinedSebastian Kaulitzki / Shutterstock.com

Sintomas e complicações da febre maculosa:

A febre maculosa não é muito  comum, mas é melhor conhecer os sintomas, especialmente se você mora nas regiões afetadas por ela.

Segundo especialistas, os sinais e sintomas da doença são frequentemente inespecíficos e podem incluir o seguinte:

  • febre alta;
  • arrepios;
  • fortes dores de cabeça;
  • dores musculares;
  • náusea e vômito;
  • confusão mental.

undefined

Uma erupção cutânea característica, que geralmente começa a aparecer nos punhos e tornozelos e pode se espalhar pelas pernas e braços até as palmas das mãos e solas dos pés, é o sintoma característico da doença que pode ajudar os médicos a diagnosticá-la corretamente. No entanto, algumas pessoas infectadas não desenvolvem a erupção cutânea.

Complicações:

  • encefalite (inflamação do cérebro);
  • inflamação do coração e pulmões;
  • falência renal;
  • morte do tecido das extremidades e amputação.

Sem o tratamento oportuno, a doença é fatal em cerca de 80% dos casos.

undefinedKieferPix / Shutterstock.com

Como diminuir o risco de picadas de carrapatos:

Para se proteger das picadas de carrapatos e diminuir o risco de desenvolver a doença de Lyme, febre maculosa e outras doenças transmitidas por carrapatos, as seguintes medidas podem ajudar:

1. Use calças compridas e camisas de mangas longas em áreas arborizadas e gramadas, e tente evitar grama alta e arbustos.

2. Use repelentes de insetos e aplique-os de acordo com as instruções do fabricante.

3. Proteja cães e outros animais de estimação com coleiras anti carrapatos e remédios. Inspecione o corpo do animal em busca de carrapatos depois que ele passar algum tempo ao ar livre.

4. Verifique todo seu corpo procurando por carrapatos com auxílio de um espelho. Verifique seus filhos também.

5. Depois de passeios ao ar livre, tome um longo banho ao chegar em casa.

6. Se um carrapato tiver mordido você (ou seu filho ou animal de estimação), remova-o cuidadosamente com uma pinça limpa. Elimine o carrapato jogando-o no vaso sanitário ou mergulhando-o em álcool. Se você mora em uma das áreas onde doenças transmitidas por carrapatos foram relatadas, é melhor colocar o carrapato em um recipiente fechado e levá-lo para que as autoridades possam testá-lo.

undefinedJarabogu / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menina acorda sem conseguir ficar de pé e médicos descobrem um carrapato no seu couro cabeludo


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.