Companhia aérea é criticada nas redes sociais por expulsar uma garoto autista e sua fam?

Companhia aérea é criticada nas redes sociais por expulsar uma garoto autista e sua família de um vôo

Notícias

August 2, 2018 23:04 By Fabiosa

Viajar com membros da família que possuem alguma deficiência física pode ser um desafio, mas para essa família, isso rapidamente se tornou um pesadelo.

"Obrigada Emirates por remover nossa família do seu voo. O nosso filho tem epilepsia: nós avisamos a companhia, depois de 14 horas de voo de Melbourne, recebemos a autorização médica pelo telefone enquanto ainda estávamos a bordo. Ele tem #autismo e graves dificuldades de aprendizagem - v traumático", escreveu a mãe de um menino autista em seu Twitter.

Emirates maltrata passageiro autista

A Euronews informa que o filho autista de sua jornalista, Isabelle Kumar, foi expulso de um vôo da Emirates porque era propenso a epilepsia.

KieferPix / Shutterstock.com

A companhia aérea não se importou que o menino, Eli, já tivesse recebido autorização médica para voar.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: As pessoas no avião ficaram impotentes diante de um colapso de um menino com autismo. Então, uma mulher lhe deu a mão

A viagem de avião inefrnal

Como a maioria das famílias com crianças autistas, os Kumar tinham feito o que lhes foi exigido. Eles haviam informado a companhia aérea de antemão. Ligaram para o médico da família na França para falar com as comissárias de bordo que se recusaram a atender a ligação.

"7 horas depois que nós teríamos que embarcar no seu voo, Emirates e ainda estamos esperando ... achamos que vocês tinham uma solução? Cadê? Por favor....", desabafou a mãe em seu rede socail.

 

Eles exigiam que um certificado real fosse apresentado ao pessoal de terra.

"Aqui vamos nós novamente, Emiartes. Esperamos que a equipe da companhia aérea não seja propensa a discriminação desumana desta vez", continuou ela.

Os Kumars estavam na última parte de um voo de Dubai para a França quando foram expulsos do avião da Emirates.

Contenção de danos

Isabelle Kumar não hesitou em twittar sobre a experiência traumática. Ela disse que o tratamento da companhia aérea deixou seus filhos humilhados e confusos.

 

"A Emirates lamenta muito por qualquer problema e inconveniência causados ​​a você e sua família hoje. Queremos garantir que nossa prioridade seja encontrar uma solução para chegar ao seu destino. Um de nossos colegas entrou em contato com você com novos planos de viagem", disse a companhia por mei de seu Twitter.

Enquanto a Emirates oferecia seu pedido de desculpas, os internautas se indignaram com a situação.

A companhia disse à Euronews que lamentava muito por qualquer infortúnio e inconveniência causados. Mas, parce que nas redes sociais ninguém está capoiando a Emirates.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Estudo pode ter encontrado a causa fundamental do autismo