Ela se recusou a desistir de seu bebê com "deficiência intelectual". Em breve, ela irá participar da graduação de seu filho em Harvard!

Inspiração

Zou Hongyan, moradora da província de Hubei, China, deu à luz seu filho, Ding Ding, em 1988. Dar as boas-vindas à sua primeira e única criança ao mundo era algo para ser uma grande festa para Zou e seu marido, mas as coisas foram um pouco diferentes.

A mulher teve complicações no parto e, mais tarde, os médicos a informaram que seu bebê teria uma deficiência pelo resto de sua vida.

Ele tinha paralisia cerebral e, supostamente, iria sofrer de deficiência intelectual. Os médicos até incentivaram os novos pais a explicarem ao bebê que ele viveria uma vida miserável e sem valor, além de ser um grande fardo para toda família. Zou, que estava determinada a manter o bebê, ficou chocada quando seu marido apoiou a opinião dos médicos. A mãe prometeu jamais abandonar o pequeno Ding Ding, embora tivesse que se divorciar de seu pai.

Por muitos anos, essa mãe trabalhou em pelo menos três trabalhos simultaneamente para cuidar de sua pequena família. Entre seus trabalhos, não apenas ela cuidou de seu filho, mas também tentou melhorar seus níveis de inteligência e raciocínio. Ela brincava de jogos especiais com ele e fazia muitos exercícios.

29 anos depois, esse mesmo rapaz com "deficiência intelectual" se formou na Universidade de Pequim com um diploma de bacharel em ciências ambientais e engenharia. E aqui está a parte mais surpreendente: Ding Ding não parou por aí! Ele se candidatou à Universidade de Harvard e foi aceito.

Ding Ding, o estudante de Harvard, é incrivelmente grato a sua mãe. E desde que sua história foi compartilhada na internet, pessoas de todo o mundo têm expressado sua admiração por Zou Hongyan.

Compartilhe esta incrível história no Facebook! Faça com que mais pessoas conheçam essa heroína!