“Tudo mudou”: 40 quilos mais magra, ex-ganhadora de Mast

CELEBRIDADES

“Tudo mudou”: 40 quilos mais magra, ex-ganhadora de MasterChef agora é empresária do universo fit

Date 15 de março de 2018

Quem acompanha o programa “MasterChef” desde as primeiras edições vai lembrar da Izabel Alvares, a ganhadora da segunda edição do programa. Mas mesmo sendo fã do programa, hoje quem encontra a cozinheira na rua dificilmente a reconhecerá.

Uma publicação compartilhada por @teamizabel em

Agora com 40 quilos a menos, Izabel não se parece muito com a moça mais quietinha e insegura que ganhou aquela edição do reality de cozinha em 2015. Além de mais magra, graças a uma dieta lowcarb, Izabel também resolveu partir para um novo ramo da cozinha e se enveredar como empresária. Atualmente, ela comanda o projeto “Magrela”, que iniciou como um site de receitas fit e agora virou uma marca própria.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Vencedor do MasterChef que teve arroz doce elogiado revela que pagou aluguel vendendo a sobremesa

Hoje, aos 34 anos, a carioca diz que tudo mudou em relação à época em que ganhou o prêmio de melhor cozinheira amadora. Naquela edição, a competidora chegou a ser eliminada do programa e recebeu críticas pela sua ansiedade. Atualmente, além de mais magra e com um novo visual, ela diz que mudou sua relação com a comida: “A gastronomia sempre foi uma paixão, só que a minha relação com a comida era ruim e isso mudou a partir do momento que descobri uma dieta de baixa ingestão de carboidratos e da diminuição de farinha e açúcares, que viram energia muito rápido no sangue.”

Depois de adotar essa dieta, ela perdeu 40 quilos e ainda descobriu um novo nicho na gastronomia, além de uma nova uma filosofia de vida que ela faz questão de propagar: “Tudo mudou”.

Ela diz que hoje não mantém mais tanto contato com os ex-participantes nem com os jurados do programa. Apesar de terem um grupo no WhatsApp, o fato de ela morar no Rio de Janeiro a distanciou um pouco de todos. Sobre os jurados, ela diz que não tem nenhuma proximidade, que eles ficam mais separados, mas que conseguiu desenvolver um pouco mais de intimidade com o chef francês Jacquin. Ela ainda acrescenta: “Ele (Jacquin) é bem amoroso. O Fogaça também. A Paola é que não dá muita colher de chá."

Nos negócios, ela afirma que estão ampliando a sua atuação, com workshops, consultorias e preparação de cardápios sob medida. Mas ela faz questão de manter a essência do projeto original, de comida artesanal, sem conservantes e feita por ela, que foi o que fez tudo mudar.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: ”Agora o MasterChef está abençoado”: Programa está de volta e já emociona com presença de padre que sonha em abrir restaurante