Morre aos 76 anos o físico Stephen Hawking: “Vivi sob o e

CELEBRIDADES

Morre aos 76 anos o físico Stephen Hawking: “Vivi sob o espectro de uma morte precoce durante os últimos 49 anos”

Date March 14, 2018 19:47

O mundo acaba de perder um de seus maiores cientistas e físicos da atualidade e da história. Stephen Hawking morreu em sua casa, em Cambridge, na Inglaterra, aos 76 anos.

Ele se tornou um dos físicos mais conhecidos ao abordar temas como a natureza da gravidade e a origem do universo. Além disso, é um exemplo de determinação por resistir muitos anos à Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa.

gettyimages

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Teoria de Stephen Hawking consegue derrubar site da Universidade de Cambridge

O falecimento de Hawking foi anunciado pelos filhos Lucy, Robert e Tim em um comunicado à imprensa. "Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje. Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos", dizia a nota.

O físico, mesmo com suas limitações, era uma pessoa inquieta. Tanto que com suas pesquisas revolucionou os estudos sobre os buracos negros em busca de descobrir a origem do Universo. Mesmo com uma expectativa de vida que, segundo a medicina, não seria muito grande (o que ele provou não ser verdade), levou a vida de forma sábia e com bom humor, desafiando os próprios limites.

Sua doença foi descoberta aos 21 anos e, na época, os médicos lhe deram somente três anos de vida. Com o passar dos anos, a ELA afetou gradualmente funções como fala, movimento das pernas, braços, dedos e até um piscar de olho.

gettyimages

Durante quase cinco décadas, sobreviveu com o apoio de diversas tecnologias, que o ajudavam a se comunicar (ele usava um sintetizador eletrônico para falar e que deixava com uma voz robótica) e se locomover (uma cadeira de rodas especialmente feita para ele). “Vivi sob o espectro de uma morte precoce durante os últimos 49 anos. Não tenho medo da morte, mas não tenho pressa de morrer. Há tanta coisa que quero fazer primeiro. Um conto de fadas para pessoas com medo da escuridão", disse em entrevista ao jornal Guardian em 2011.

Hawking desafiou suas limitações, mesmo sabendo que muitas coisas eram difíceis de serem feitas. Ele não temeu as situações e as enfrentou e com seu espírito aventureiro conheceu o mundo. Aos 60 anos, realizou um sonho e viajou em um balão de ar quente e uma das suas maiores aventuras foi participar de um voo com gravidade zero. Entusiasmado com esta última conquista, na época, ele disse. “Vou flutuar livremente no espaço depois de tanto tempo confinado a uma cadeira de rodas”.

gettyimages

Durante toda sua vida dedicada às pesquisas, o britânico se debruçou na descoberta da origem do mundo. Seu fascínio era desvencilhar os mistérios do Universo e passou a estudar se especializando em buracos negros. Ele dizia que tinha um único objetivo, queria entender por completo a razão pela qual o mundo existe.

Se aprofundou tanto nestes estudos que, em um trabalho de combinação das leis da mecânica quântica e da relatividade geral, ele chegou à radiação de Hawking. Um tipo de partículas que são liberadas pelos buracos negros e que, durante a sua evaporação, acabam se tornando em nada.

gettyimages

O britânico foi inspiração para a produção de um filme, "A Teoria de Tudo" (2014), que rendeu um Oscar de melhor ator para Eddie Redmayner, que fez uma interpretação brilhante do físico no cinema. Redmayner lamentou a morte do Hawking e disse que ele foi uma pessoa extraordinariamente genial.

Com uma mente brilhante, Hawking é dado como o mais famoso cientista do mundo desde Albert Einstein. Além disso, tem algumas coincidências com estudiosos históricos. O britânico nasceu em Oxford, no dia 8 de janeiro de 1942, exatamente no aniversário de 300 anos de morte de Galileu Galilei. A morte foi em 14 de março, dia do nascimento de Albert Einstein, que faria em 2018, 139 anos. Outra coincidência, foi que ele faleceu na data em que é comemorado o “Dia do Pi (3,14)”.

O mundo perdeu não só um grande cientista e físico, mas um grande homem, que nos deixa uma grande lição de vida.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: É bom que as pessoas comecem a se preparar para o fim do mundo, prevê Stephen Hawking