"Disseram que minha carreira acabaria aos 40", desabafa a at

FAMÍLIA & CRIANÇAS

"Disseram que minha carreira acabaria aos 40", desabafa a atriz Susan Sarandon, aos 71 anos de idade e quase 50 de carreira

Date March 6, 2018 14:59

A lenda do cinema americano Susan Sarandon, cuja trajetória profissional já se estende há mais de 50 anos, desabafou que sofreu e continua sofrendo discriminação quanto ao fato de ser mulher e a sua idade.

A atriz faz sucesso desde o início da sua carreira e já recebeu cinco indicações ao Oscar e foi premiada uma vez, por seu papel no filme  Os Últimos Passo de um Homem. Com a série americana de TV Feud, Susan foi indicada a prêmios como Emmy, Globo de Ouro e Screen Actor’s Guild.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O antes e depois das famosas estrelas dos anos 60!

Essa trajetória bem sucedida não impediu que ela fosse vítima de comentários preconceituosos. Em entrevista ao Irish News, a atriz revelou ter sido desacreditada em meio a década de 70:

Disseram que minha carreira acabaria aos 40 e que não deveria ter filhos, porque isso me deixaria menos sexy.

Mesmo sendo internacionalmente reconhecida no cinema e na TV, ela afirma que ainda se depara com atitudes sexistas e exemplifica ao afirmar que, quando um ator tira dúvidas sobre um roteiro, com o intuito de fazer um bom trabalho, ele é considerado um profissional brilhante, mas quando é uma atriz quem faz muitas perguntas, isso é considerado irritante.

Aos 71 anos de idade, Susan continua trabalhando, mas critica a discriminação que existe ainda hoje quanto à idade dos profissionais da sua área, principalmente em relação às mulheres:

(...) há uma infinidade de mulheres da minha idade que ainda trabalham. Por outro lado, não há muitos papéis para mulheres e homens mais velhos. Quer dizer, há papéis para homens mais velhos, mas eles sempre têm namoradas de 30 anos.

Por fim, ela declara seu apoio ao movimento Time’s Up, que luta contra o assédio sexual e é encabeçado por profissionais mulheres do universo do cinema. Ela atenta para o fato de que todas as vítimas devem ser ouvidas, de qualquer área profissional.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Susan Sarandon nunca planejou se tornar uma atriz — foi pura sorte