Estimulação na primeira infância é fundamental para o de

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Estimulação na primeira infância é fundamental para o desenvolvimento intelectual, emocional e moral

Date 26 de setembro de 2017

Já é comprovado pela ciência que o cérebro da criança até os três primeiros anos se desenvolve em uma velocidade surpreendente. Com isso, o potencial de aprendizagem é muito mais rápido do que em outras idades.

Quanto maior a estimulação na primeira infância, maior a possibilidade de desenvolvimento da criança. É neste período que se desenvolve uma base cognitiva e emocional por toda a vida.

Veja as diferentes formas de estimulação em cada fase da vida da criança:

VojtechVlk/ Shutterstock

• Durante a Gestação: a partir do terceiro mês de gravidez, o bebê já escuta a voz da mãe e de pessoas mais próximas. Então você pode conversar, cantar, contar histórias, fazer carinho na barriga, colocar músicas calmas.

• Primeiro ano: nesta idade a maior estimulação que você pode dar é carinho, amor, colo, atenção. É o momento de criar vínculos. E o vínculo formado pelo bebê com a mãe será replicado para outras relações ao longo da vida. Além disso, cante, conte história, mostre a imagem dele no espelho. Amamente com exclusividade e se possível, por livre demanda até os seis meses. A simples troca de fraldas é um momento de descontração. Se o bebê resmungar, faça isso de volta. Conte histórias, mostre livros infantis. Explique para o bebê tudo o que você está fazendo.

De um ano em diante: a partir deste período, a criança começa a ganhar mais autonomia e independência, começa a andar, a falar e interagir. Nesta hora, quanto mais estímulo, melhor! Converse com a criança para tudo, interaja. Leia e apresente o mundo para a criança. Mesmo que pense que ela possa não responder. Comece a pedir ajuda, mesmo que simbólica para que a criança comece a fazer parte da história. Explique o que está fazendo. Verbalize as ações e objetos. Lembre-se que nomear as coisas, sentimentos e objetos é a forma que a criança descobrirá o mundo.

O lúdico, o mundo do faz de conta, as brincadeiras manuais e a convivência com outras crianças são os processos mais importantes e fundamentais para o desenvolvimento delas.

Recomendado para você: A arte de criar meninos: dicas ajudam a ter mais paciência