Mãe transforma seu luto em luta! Após perder seu filho por

Mãe transforma seu luto em luta! Após perder seu filho por um acidente, mãe e tia conseguem projeto de lei para garantir primeiros socorros nas escolas

Dicas

April 4, 2018 14:59 By Fabiosa

Em setembro do ano passado, o menino Lucas, filho de Alessandra Zamora, acabou falecendo durante um passeio da escola por conta de um acidente que poderia ter sido evitado.

Durante o passeio em uma fazenda, todos pararam para o lanche e Lucas acabou engasgando com a salsicha. Quando o SAMU (Serviço Móvel de Urgência) chegou ao local, Lucas já estava em estado de morte cerebral, vindo a falecer dois dias depois.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Sim, papai, eu cuido de você”! Na ausência da mãe, menino de apenas três anos acompanha o pai ao hospital

Esse incidente poderia ter sido evitado se Lucas tivesse recebido os primeiros socorros, mas possivelmente ninguém havia recebido esse tipo de treinamento. Em uma situação como essa, mesmo com muitas pessoas tentando fazer o possível, a maioria não sabe como agir a não ser chamar o resgate.

A irmã de Alessandra, Andréia Bettiati, criou um perfil nas redes sociais para preservar a memória de Lucas e nesse processo descobriu outros casos como o o menino. Alessandra e Andréia perceberam que se trata de um despreparo de profissionais que trabalham com crianças. Elas descobriram inclusive que existe uma lei que estipula o treinamento de primeiros socorros nas escolas, mas que pelo visto não é aplicada ou possui baixa adesão.

Alessandra e Andréia reuniram forças a partir do luto para lutar para preservar a vida de outras crianças e o resultado foi a criação de um novo projeto de lei, remodelado, que ganhou o nome de “Lei Lucas” de forma que a teoria seja colocada em prática e que os treinamentos sejam efetivamente realizados nas escolas. O projeto já foi aprovado em diversas cidades, inclusive em Campinas, onde Lucas morava.

A mãe Alessandra e sua irmã Andréia mostraram que é possível, a partir da dor, ajudar e mudar o destino de outras pessoas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menina carioca com Síndrome rara fica famosa no mundo inteiro por seu olhar cor de Safira