Até que ponto Grey’s Anatomy pode ser fiel ao que acontec

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Até que ponto Grey’s Anatomy pode ser fiel ao que acontece em um hospital?

Date February 28, 2018 14:12

Sucesso desde 2005, Grey’s Anatomy tem conquistado cada vez mais fãs. O seriado, que se passa dentro de um hospital, virou motivo para estudo e os pesquisadores levantaram dados para comparar até que ponto uma série chega perto da realidade de um hospital.

gettyimages

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Patrick Dempsey tem uma experiência prática como cuidador. Ele tomou conta de sua mãe que lutava contar o câncer

A escolha da produção, escrita por Shonda Rhimes, foi a sua popularidade e o tempo que a série está no ar. Grey's Anatomy, que é ambientado em um hospital universitário, está entre os 10 seriados mais assistidos na televisão americana.

Para realizar a pesquisa, os especialistas pegaram 290 pacientes fictícios mostrados em 12 temporadas (269 capítulos) e compararam com casos reais. Então foram confrontados com dados de 4.812 pacientes atendidos em hospitais americanos, que tiveram lesões e doenças ocorridos em 2012.

gettyimages

De acordo com a pesquisa, os procedimentos cirúrgicos são mais rápidos na série. A maioria dos pacientes, 71%, foram diretamente da sala de emergência para o centro cirúrgico. Isso, em um hospital real, só alcançou a 25% dos casos.

Outro dado, é que no seriado teve uma taxa de mortalidade maior que na vida real, sendo 22% contra 7%. Em contrapartida, os casos de feridos graves tiveram mais sucesso na ficção. Pois, a metade dos pacientes de Grey’s Anatomy passaram menos de uma semana no hospital. Sendo que 20% dos doentes reais conseguiram ganhar alta em menos de sete dias.

gettyimages

Agora se um paciente precisa da unidade de tratamento intensiva (UTI), após uma cirurgia, apenas 6%, dos atendidos em Grey’s, vão para o setor. Em um hospital real, normalmente, um quarto dos pacientes vai direto para a UTI.

Com todo esse levantamento, os pesquisadores chegaram a uma conclusão.  Na televisão, esses dramas médicos tendem a mostrar as doenças mais raras, enfermidades com manifestações estranhas, algumas lesões extravagantes e até caso de mortes em massa. Resumindo, é uma trama dentro de uma representação do mundo real de um típico hospital americano.

gettyimages

Para finalizar, os pesquisadores chegaram à afirmação, que a obra de Shonda Rhimes, não é fiel ao jeito de como hospitais tratam com os casos de traumas. Para eles, as diferenças entre real e ficção pode dar lugar a uma percepção tendenciosa da realidade. O que chamam de "efeito Grey's Anatomy".

gettyimages

Sendo realidade ou não, a Mariedith Grey e companhia vem arrebatando fãs por todo mundo.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cinco indicadores de que uma pessoa sofre de vício em séries de televisão