Lindo ensaio de Natal com vira-latas é realizado por alunos

ANIMAIS

Lindo ensaio de Natal com vira-latas é realizado por alunos para promover adoção

Date November 23, 2017 13:59

Os estudantes do curso de Publicidade e Propaganda de uma faculdade particular de Teresina, Piauí tiveram uma ideia maravilhosa para promover a adoção de cãezinhos e gatinhos vira-latas: um book de Natal.

Os famosos pets "sem raça definida" ou, como muitos gostam de dizer, "misturados" muiitas vezes são deixados de lado e trocados por um cão com pedigree. Mas, esse ensaio natalino pode mudar isso de uma vez.

A ação de Ismália Freitas (e de outros dois alunos de classe) usou como modelos bichinhos que foram acolhidos pela Apipa (Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais)

Veja também: Cãozinho vai adotar seu irmãozinho em um abrigo, mas surpreende sua família com a escolha

“A gente estava fazendo um trabalho para uma feira da faculdade. O tema era algo social e a gente escolheu a adoção de animais sem raça definida, porque na época estava se falando muito daquele grande resgate [feito] pela apresentadora Luisa Mell. Então, resolvemos promover a Apipa, porque eles precisam muito que os animais sejam adotados”.

Explicou a jovem em entrevista ao G1.

Adultos, filhotes, cachorros, gatos, enfim... O grupo foi bem diverso em suas escolhas e a ação agradou muito a diretoria da Apipa. A co-diretora da instituição, Isabel Moura, refletiu sobre a importância da ação, pois as pessoas acabam deixando por torcer o nariz para os pets de raça:

“É impressionante, mas ainda tem muita gente que só quer se for de raça, chega lá [no abrigo] procurando cada coisa que a gente quase não acredita. Pela nossa experiência, sabemos que só existem duas formas de ter um animal de raça no abrigo, que é quando está perdido ou quando foi abandonado porque tem alguma doença”.

Mais gatos são recolhidos que cachorros e a Apipa tem mais de 250 bichanos e por volta de 70 cachorros o que já configura uma lotação e os animais continuam chegando; é preciso instala-los para que possam ser cuidados.

“Queremos que as pessoas adotem. Já chegamos a ter quase 400 gatos e precisamos que sejam adotados, que ganhem um lar. Nesse período de fim de ano as pessoas ficam mais sensibilizadas e costumam adotar mais, esperamos que esse ano seja assim também”,

Alerta Isabel. Para saber mais informações sobre a forma da adoção e como fazer o instituto continuar o bom trabalho, é só clicar aqui e ir direto para a página da entidade.

Recomendamos para você: Ninguém queria adotar este gato assustador, então o abrigo de animais lhe deu emprego como recepcionista