Rede social permite descobrir a árvore genealógica em segu

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Rede social permite descobrir a árvore genealógica em segundos

Date November 2, 2017 15:04

Você conhece sua árvore genealógica? Sabe bem quais são as suas origens ou os seus antepassados são uma incógnita? Existe uma ferramenta na Internet que pode matar a sua curiosidade.

Ela faz o rastreamento completo a partir dos seus dados e encontra, inclusive, detalhes de seus avós, bisavós, tataravós e assim sucessivamente.

tovovan_ / Depositphotos.com

O nome desse recurso online é “MyHeritage”, algo como “Minha Herança” em inglês. Na verdade, o site se trata de uma rede social que reúne históricos familiares e só aqui do Brasil, já reuniu quase 10 milhões de registros.

Se de repente você precisar de uma cidadania estrangeira, a rede social te ajuda a definir quem você é e de onde você veio. O software utilizado cruza informações nos bancos de usuários, buscando coincidências nas árvores genealógicas das pessoas que fazem parte do banco de dados imenso.

É possível tem um resultado em poucos segundos e o programa dá suporte para 40 idiomas.

ridofranz / Depositphotos.com

Veja também: 7 alimentos ótimos para combater a gastrite

Parece difícil, mas é bem fácil: o "MyHeritage" é didático. Há um banco de dados de mais de 100 milhões de usuários pelo mundo. Depois que você faz a sua conta, a tecnologia faz tudo de modo quase automático.

Sempre que há um problema no cruzamento de dados, o sistema pede um esclarecimento (como nome de solteira da mãe e informações assim). De base, você só precisa dos nomes de batismos do seu pai, da sua mãe e o seu.

É possível retroceder até o ano de 1688! Incrível!

alliesinteract / Depositphotos.com

Se você tem raízes em outros países (principalmente europeus), é muito interessante o uso da rede social, já que facilita a retirada da cidadania extra.

Para entrar no site e rastrear sua história, basta clicar no link: https://www.myheritage.com.br/.

É interessante saber que a gratuidade do serviço dura por 7 dias.

Recomendamos para você: Especialistas explicam por que usar calçado sem meia faz mal para os pés