O sofrimento e o mau humor são contagiosos até pelas redes

FAMÍLIA & CRIANÇAS

O sofrimento e o mau humor são contagiosos até pelas redes sociais. Cientistas explicam o que acontece com nosso cérebro

Date 10 de fevereiro de 2018

Você já ouviu falar que o mau humor é altamente contagioso? Pode parecer lenda, mas de fato, quando alguém que amamos está passando por algum sofrimento ou mal estar, por mais que estejamos com a vida em ordem, fica difícil não sentir nada.

Antonio Guillem / Shutterstock.com

Cientificamente, esse “fenômeno” tem uma explicação. De acordo com um estudo realizado no ano passado, quando uma pessoa de quem gostamos está triste ou abatido, podemos sentir o que o outro sente. Os sentimentos tristes e o mau humor podem ser transmitidos até mesmo pelas redes sociais.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 4 dicas para lidar com a tristeza

A pesquisadora Emilie Qiao-Tasserit, da Universidade de Genebra, na Suíça, reuniu um grupo de voluntários para buscar entender como nossas emoções influenciam o nosso comportamento diante do sofrimento do outro.

Os voluntários foram induzidos à sensação de dor com um estímulo que aumentava a temperatura na perna e também foram submetidos a filmes positivos e negativos.

aslysun / Shutterstock.com

Eles descobriram que quando estamos com emoções negativas, reprimimos a capacidade do nosso cérebro de se colocar no lugar do outro que está sofrendo.

Essa descoberta comprova que as emoções negativas podem mudar o nosso estado cerebral, mudando até nossa forma de reagir às situações.

A conclusão final é que as emoções negativas reduzem a empatia, que é a capacidade natural de se colocar no lugar do outro. Isso acontece por um tipo de proteção, por já estarmos sobrecarregados por sentimentos negativos. Além disso, o estudo identificou que a falta de empatia aumenta a agressividade.

Antonio Guillem / Shutterstock.com

Diante dessa descoberta, fica fácil entender porque pessoas que sofrem de ansiedade ou depressão apresentam uma tendência a se isolarem.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A tristeza e a depressão têm características distintas e devem ter a atenção adequada