Mulheres se unem na Internet para quebrar o tabu das peles c

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Mulheres se unem na Internet para quebrar o tabu das peles com acne

Date January 21, 2018 17:52

Praticamente todo mundo já deve ter sofrido alguma vez na vida com as espinhas na pele. De acordo com uma pesquisa realizada no Reino Unido, em cada 10 pessoas com idade de 11 a 30 nos, oito pessoas são afetadas pelas espinhas.

???

Uma publicação compartilhada por Hailey Wait ? (@pigss) em

Algumas pessoas passam por isso na adolescência como uma característica dos hormônios neste período e depois passa. Outras pessoas vivem com espinhas durante muito tempo, em muitos momentos da vida.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Espremer cravos e espinhas é irresistível, mas deve-se lutar contra a tentação

 A acne não mexe apenas com a aparência, mas também afetam a autoestima, principalmente das mulheres, que buscam todos os tipos de recursos para eliminar esses incômodos pontinhos na pele que em alguns casos, mesmo depois de cicatrizadas, podem deixar marcas para o resto da vida.

Do u ever just care about someone so much that it physically hurts because same

Uma publicação compartilhada por Hailey Wait ? (@pigss) em

Mulheres recorrem a tratamentos dermatológicos diversos, receitas caseiras e tentam disfarçar as espinhas com maquiagens. Além da autoestima, a acne pode trazer diversas consequências psicológicas e sociais como fobia social, depressão, ansiedade e outros transtornos.

Sem contar que a busca desesperada por tratamentos milagrosos e para “esconder” as espinhas em alguns casos pode piorar a situação.

Para quebrar esse tabu e transmitir uma mensagem positiva de autoaceitação, muitas mulheres estão postando selfies mostrando suas peles com espinhas e sem maquiagem.

A influenciadora Chessie King dividiu sua angústia com relação a esse problema de pele com seus mais de 300 mil seguidores no Dia Internacional da Saúde Mental, comemorado em 10 de outubro. No post, ela desabafava o quanto isso a afetava emocionalmente.

SPOT THE DIFFERENCE ? Put your hand up if you’ve had skin problems ?? Keep your hand up if it’s affected you mentally ?? Everyone has their own stories, everyone’s been through their own battles, but NO ONE is alone. I’ve shared my skin story before & it’s something I still struggle with, it’s only recently just settled down after a big flare up. My skin is always the first sign of something going on internally & this time round it was after my kidney infection & antibiotics. I’ve been really trying to rebalance my gut bacteria with probiotics & foods. I was in tears last week about the state my skin was in & went on a rage of picking & squeezing (the worst thing for it) because I was so upset. I felt embarrassed & just wanted to cover up my face. No matter how much I promote body confidence, I still really suffer with bad days BUT sharing it on my insta stories really helped me realise there are so many of you going through it too. It can be consuming & so so hard but we’re in this together girls. The best piece of advice I can give is to find that one person who makes you forget about your skin, who you’re so comfortable around that you don’t even think about it. And if you have any friends suffering too, be their support, remind them how amazing they are inside & their skin does not define them. You’ve got me, I’ve got YOU ? #WorldMentalHealthDay

Uma publicação compartilhada por C H E S S I E K I N G (@chessiekingg) em

A ideia da campanha é estimular mulheres em todo o mundo a se valorizarem e se aceitaram mesmo com as espinhas.

Isso aí, mulherada, vamos espalhar positividade e autoamor, sempre!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Tops da Victoria’s Secret confessam que também têm espinhas e contam como cuidam delas