A diferença entre pessoas conscientes e inconscientes

FAMÍLIA & CRIANÇAS

A diferença entre pessoas conscientes e inconscientes

Date October 17, 2017 16:54

Consciência e inconsciência são dois temas muito utilizados no dia a dia, mas será que sabemos o que eles querem dizer?

No geral, a palavra consciência tem relação com tudo o que é conhecido, vivenciado e está diretamente relacionada com a razão e com a realidade. O oposto disso é a inconsciência, relacionada a tudo aquilo que não é conhecido, que está longe da realidade.

Recomendado para você: 6 conselhos que ajudarão você a comer com “consciência” e a abandonar o consumo de calorias extras

Se dividirmos a palavra cons-ciência, temos a impressão de um sentido de “com conhecimento”, com ciência. O In de inconsciência nos dá uma ideia oposta.

Antonio Guillem/ Shutterstock.com

Quando vivemos em um estado automático de vida, em um ritmo frenético de dormir, acordar, trabalhar, comer, vestir, tomar banho e outras ações mecânicas, muitas vezes não paramos para refletir sobre nós, sobre os outros e o sentido de algumas coisas. Então podemos dizer que estamos vivendo de forma inconsciente, sem conhecimento, sem ciência da realidade.

Quando paramos para refletir sobre nossas ações, quando investimos em nossa qualidade de vida, em nosso autoconhecimento, quando nossas ações estão de acordo com os nossos valores, então podemos dizer que estamos vivendo de forma mais consciente.

Pessoas inconscientes geralmente não se responsabilizam por nada, são imediatistas, influenciáveis, agem sem pensar nas consequências, possuem pensamentos rígidos e dualistas (como tudo ou nada, bom ou mal), não conhecem e nem reconhecem suas características interiores e seus limites e suas ações não refletem o que sentem.

Chirtsova Natalia/ Shutterstock.com

Já as pessoas conscientes tomam para si a responsabilidade das coisas e situações, entendem que toda ação gera uma consequência, admitem seus erros e pedem desculpas, reconhecem seus limites e buscam melhorar seus pontos fracos, são mais reflexivas e menos julgadoras, aceitam os outros e estão sempre em busca de conhecimento.

Para tornar-se consciente, basta querer se abrir para novos pensamentos e comportamentos. Essa mudança acontece com a intenção e com a atitude. Independente de onde nascemos e como fomos educados, sempre podemos buscar o autoconhecimento.

Veja também: Por que algumas pessoas têm tanto medo do sofrimento emocional?