Cuidado! Saiba qual é o erro comum entre os pais que pode o

Cuidado! Saiba qual é o erro comum entre os pais que pode ocasionar infecções de ouvido e até surdez da criança

Notícias

March 24, 2018 15:08 By Fabiosa

Toda mamãe e todo papai que se preze tem um grande cuidado com o seu bebê. E uma das atividades que os pais mais devem prestar atenção é com a limpeza do ouvido de suas crianças. Pode parecer algo simples, mas se for feito de maneira errada, pode gerar consequências indesejadas na saúde dos pequenos.

Roberto Binetti / Shutterstock.com

Um dos principais motivos para se ter cuidado na limpeza de ouvido é em relação ao uso do cotonete. De acordo com dados de um estudo realizado pela Nationwide Children’s Hospital, o uso incorreto desse objeto tão comum no nosso dia-a-dia leva cerca de 34 crianças por dia ao hospital. Entre os principais casos, os pacientes reclamam de dor, sangramento e até surdez repentina.

Irina Zholudeva / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Óleo suave infantil é um ótimo aliado na higiene e cuidado dos bebês

Para a médica Tânia Maria Sih, presidente do Departamento Científico de Otorrinolaringologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, os cotonetes representam um risco para a saúde auditiva, pois empurram a cera para o fundo do canal. Isso pode ocasionar, inclusive, a perfuração do tímpano, o que provoca a surdez. Além disso, acaba retirando a proteção natural do ouvido e deixa o órgão mais suscetível a infecções, que causam muitas dores de ouvidos às crianças.

Mas então, como limpar o ouvido do bebê de maneira correta?

Juan Aunion / Shutterstock.com

Na verdade, os estudos apontam que os ouvidos não precisam ser limpados, pois a cera é uma proteção natural e só deve ser retirada em caso de indicação médica. Nos bebês, o cuidado deve ser redobrado, usando apenas toalhas umedecidas e somente pelo lado de fora do ouvido do pequeno.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 15 cuidados para recém-nascidos que pais de primeira viagem devem conhecer


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.