Como lidar com urticárias, saiba que nem todas podem ser tr

NOTÍCIAS

Como lidar com urticárias, saiba que nem todas podem ser tratadas igual!

Date July 19, 2017 15:14

Você sabe como identificar uma urticária? Ela geralmente se apresenta como erupções cutâneas avermelhadas na pele e muitas vezes seguidas por inchaço. Mas apesar de ter alguns sintomas em comum, nem todas têm a mesma origem ou gravidade.

Há urticárias que se originam após ingestão de alimentos, muito frio, calor ou nem sequer ter uma causa definida. Este é um problema que gera muitas dúvidas na área da medicina e que soma aproximadamente 2 milhões de casos por ano no Brasil. Mas um imunologista da Universidade da Carolina do Sul, dos Estados Unidos, traz algumas explicações sobre este problema tão comum e difícil de identificar.

Shutterstock / tinglee1631

Allen Kaplan foi entrevistado pela revista Saúde da editora Abril e abre que “Um impedimento para o tratamento correto do problema é a desinformação”. Segundo ele a urticária é um dos problemas que mais afetam a vida das pessoas. Ela tem grandes efeitos negativos para o bem-estar, podendo até mesmo desfigurar a pele de tal forma que afeta a socialização, trabalho e escola. Além disso, a coceira costuma trazer muito desconforto e 40% dos pacientes acabam com inchaços, que podem atacar lábios, língua ou até mesmo a garganta, podendo resultar em uma corrida ao pronto-socorro.

Os tipos de urticárias

Antes de tratar é preciso identificar qual é o tipo que você está tendo. Segundo ele há diferentes tipos, como a versão aguda e autolimitada, a crônica ou intermitentes, a dermografismo, a induzida pelo calor, a solar, e a crônica espontânea.

  • A versão aguda ou autolimitada

Esta urticária dura menos de seis semanas e é geralmente induzida por pela ingestão de uma comida ou remédio que causa alergia.

Shutterstock / Suthisa

  • A versão crônica ou intermitente

Geralmente decorrente de estímulos físicos, como indução pelo frio, ou vendo batendo no rosto. Há também a induzida pelo calor, causada por exercícios, superaquecimento e suor.

  • Dermografismo

Esta é geralmente disparada ao esfregar ou coçar a pele, o que causa ainda mais coceira.

  • Crônica Espontânea

A urticária crônica espontânea dura mais de seis semanas, podendo afetar por meses ou anos, com sintomas sem causa evidente.

Outros fatores que podem induzir as urticárias no geral é o uso de aspirina e o estresse.

Como tratar uma urticária

Shutterstock / ARTFULLY PHOTOGRAPHER

Primeiramente a visita a um médico é imperativa. O médico irá analisar o tipo de problema e possível causa e assim irá receitar o melhor tratamento. Segundo Allen, os tipos agudos de urticária são tratados com anti-histamínicos e corticoides, as físicas geralmente requerem o uso de profiláticos e omalizumabe.

Como cada urticária tem uma particularidade, o imunologista indica que os médicos não podem perder tempo receitando medicamentos ultrapassados e causar sofrimento desnecessário para o paciente. Além disso, o médico deve saber investigar se a causa do problema é relacionada a algo interno, e não perder muito tempo tentando achar alguma causa externa.  Segundo Allen, o ideal é que o omazilumabe seja receitado tão logo seja identificado que os anti-histamínicos não estão surtindo efeito, principalmente pelo fato dos corticoides acarretarem muitos efeitos colaterais.

E você sabe quais são as doenças de pele que mais afetam o bem-estar das pessoas?