Depois desse post você nunca mais vai usar talco em pó no seu bebê

Família & Crianças

June 5, 2017 22:42 By Fabiosa

Caso você não saiba, o uso do talco vem sendo associado ao surgimento de algumas doenças, entre elas, o câncer. Apesar dessa teoria ainda não ter sido provada, essa relação está cada vez mais forte.

Estudos recentes comprovaram a ligação da utilização do talco com o surgimento de câncer no ovário, além de também poder afetar o sistema respiratório do bebê caso seja inalado.

O talco em pó é utilizado em muitas indústrias, afinal ele está presente em componentes de maquiagens, para o rosto, talcos para os pés e também talcos para os bebês. Mas o que será de tão ruim que existe no talco?

Giovanna / Reprodução

Composição do talco em pó

O "talco" é o silicato de magnésio, que por sua vez é formado por silício, magnésio, oxigênio e hidrogênio. Esse componente é um mineral que está presente em rochas ultrabásicas, como é o caso da pedra sabão. O grande problema está no fato de que na sua composição natural, o talco contém amianto que é um componente que está fortemente ligado ao surgimento do câncer.

Sabendo desse problema, desde 1970 que a lei dos Estados Unidos proíbe a comercialização do talco sem a remoção desse componente. O que, infelizmente, não ocorre por aqui no Brasil.

Giovanna / Reprodução

Utilização do talco em pó

De forma geral, o talco é utilizado para absorver o excesso de umidade, mantendo a pele seca e sem o perigo de gerar assaduras. Por conta disso, muitas mulheres aplicam o talco na região íntima, para manter a área seca e sem maus cheiros.

Agora, sabendo que o talco brasileiro é comercializado com um componente cancerígeno e que muitas mulheres utilizam o talco para esse finalidade, o resultado é... o câncer de ovário.

Estudos comprovam que ao aplicar o talco na região íntima, o produto vai entrar no sistema ginecológico da mulher, alcançando útero, tubas uterinas e ovários, causando uma inflamação e por consequência o surgimento de células cancerígenas.

Segundo uma pesquisa realizada em 1971, partículas de talco foram encontradas em 75% dos tumores de ovários. Apesar da ligação do talco em pó com o câncer de ovário ser clara, os órgãos governamentais de diversos países parecem não se preocupar muito com o tema e não existe qualquer impeditivo para a circulação desse produto no mercado.

Giovanna / Reprodução

Advertências para o uso

Na hora de comprar o talco, não adianta que ele seja composto de ingredientes naturais. Se ele for comercializado com a palavra "talco", nem precisa se preocupar em ler o rótulo e pode já tirar esse produto da lista.

Algumas marcas demonstram certa preocupação no que se refere ao uso do talco e inserem campos de advertência para que o produto seja utilizado somente em área externa. Mas quando consideramos o efeito do talco no sistema respiratório do bebê, não temos muito como fugir. E é exatamente que o próximo tópico do texto foi feito especialmente para você.

Receita de talco natural para o bebê

Giovanna / Reprodução

Para fugir dos produtos nas prateleiras do mercado, você pode preparar um talco caseiro. Para seguir esta receita você vai precisar de:

  • 1 frasco de vidro com tampa hermética;
  • 1 xícara de araruta em pó (outra opção seria o amido de milho, mas a araruta serve como um ótimo anti-inflamatório);
  • 1 bolinha de algodão
  • óleo essencial de lavanda

Para fazer, basta você pingar 20 gotas do óleo essencial no algodão e colocar essa algodão dentro do frasco. Em seguida despeje o pó de araruta, feche e agite bastante. Conserve o frasco longe da luz e do calor e lembre-se de agitá-lo de 2 a 3 vezes ao dia, durante 3 dias.

Passados esses três dias o seu talco natural estará pronto para o uso saudável para você e para o seu bebê.

Fonte: melhor com saude

Recomendada para você: Expectativa x Realidade: essas 14 fotos com bebês falharam desastrosamente