Prêmio de melhor projeto educacional do mundo vai para uma

CELEBRIDADES

Prêmio de melhor projeto educacional do mundo vai para uma escola em Tocantins

Date March 8, 2018 15:48

Apesar de tanta notícia negativa em relação à situação do nosso país no que concerne à educação principalmente em se falar de estrutura, recebemos uma ótima notícia no final do mês de fevereiro. Ganhamos o prêmio de Melhor Edifício de Arquitetura Educacional do mundo! O troféu foi dado a uma escola brasileira situada na Fazenda Canuanã, no Araguaia - Tocantins!

O prêmio entregue pelo Royal Institute of British Architects, RIBA, teve como vencedor o projeto brasileiro entre 28 finalistas! O designer que tem o seu nome carimbado nessa maravilha é Marcelo Rosenbaum. Ele, com o apoio da Aleph Zero Arquitetura, criou uma escola/moradias infantis.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menina de 11 anos recebe prêmio por página de incentivo à leitura na internet

A ideia de ser possível se dedicar aos estudos num lugar totalmente abraçado pela natureza, bio-sustentável, que dá vazão ao contato direto com o mundo do jeito que ele é, sem a interferência nociva do ser humano, foi bem quisto pela comunidade internacional.

A belíssima estrutura do colégio é feita praticamente toda de madeira e o melhor de tudo: o estabelecimento está em consonância com o meio ambiente (fauna, flora), respeitando e vivendo em harmonia com a vida local que tem a presença do trabalho artesanal e da arte indígena.

O ponto chave do projeto foi o de refazer o conceito de que uma escola é um ambiente para se passar um tempo e estudar, apenas. O novo viés procura derrubar o paradigma, fazendo um híbrido do que seria se existisse um local para estucar que também fosse um espaço para residir e viver e, desse modo, adicionando um valor inesperado: o da moradia.

Com ala de dormitórios dividia em duas "aldeias", a de meninos e a de meninas, com 45 quartos, cada um podendo receber seis alunos (no máximo), A “Nova Moradia”, como foi denominada, já está pronta para ser replicada no mundo inteiro.

Sendo uma habitação sustentável, o projeto vencedor do prêmio permite ainda a interação, sem perder o contato com a modernidade (salas especiais voltadas para TV e tecnologia), além dos ambientes de socialização entre elas e seus pares e entre a natureza também!

Tomara que essa inspiração contagie o Brasil inteiro e nos tornemos modelos em educação, também!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Após 34 anos sem estudar, pai faxineiro volta à escola pública e é aprovado com a filha em universidade federal