Brincadeira faz paleontólogo dizer se desenhos de crianças

INSPIRAÇÃO

Brincadeira faz paleontólogo dizer se desenhos de crianças poderiam ter existido e como seriam

Date 19 de dezembro de 2017

Os sonhos das crianças são honestos e recheados de sinceridade. Pensando nisso, o site GreatBeanBags fez um concurso para escolher o melhor desenho de dinossauro para fazer produzir uma almofada personalizada e chamaram também um paleontólogo para dar uma olhadinha nas criações dos pequeninos e comentar se os dinos inventados por eles poderiam viver bem entre os outros grandalhões que pisaram na face da Terra.

gettyimages

Os pequeninos comentaram o processo criativo que os fez pensar nos dinos e Dougal Dixon analisou se eles poderiam existir realmente nos períodos em que viveram os répteis gigantes que dominaram nosso planeta há milhões de anos.

E vamos aos resultados:

1. Flynnosaurus

Flynn criou o Flynnosaurus e gostaria que ele fosse muito diferente, mas ainda assim lhe deu dentes grandes e afiados para poder lutar e se defender o máximo que pudesse. Mas, o garotinho de apenas 5 anos de idade também queria que o seu exemplar tivesse um semblante simpático. O fez com colagem de adesivos nas costas pois acho que seria muito incomum.

O paleontólogo viu que essa criação poderia ter existido e levando em consideração os adesivos, ele visualizou que o animal poderia desenvolver a própria armadura, que é herbívoro e um pouco lento por causa da disposição dos membros, do tamanho e provável peso e o relacionou aos ancilossauros – os dinossauros blindados. Como a pele das costas eram macias, provavelmente parasitas poderiam gostar de ficar por ali, como pterossauros diminutos.

2. Comotriceratops

A Molly, que tem apenas oito aninhos de idade, fez o Comotriceratops. O dino é azul, porque ela se inspirou na tela azul do computador da escola. As manchas foram inspiradas na concha das tartarugas. O animal come folhas e segundo a menininha, gosta de ajudar outras espécies para não morrerem de fome.

Dougal viu que o Comoticeratops é um dinossauros com chifres, então é da raça dos ceratopsian. Ele moraria em locais mais áridos e altos terras altas áridas e sua cor o faz ficar camuflado com a névoa. Assim como o Flynnosaurus, suas costas são vulneráveis e ele precisa construir uma armadura rolando nas pedras soltas da montanha. "As pedras se encaixam no muco de sua pele e a pele cresce em torno delas e as segura firmemente ao corpo – como os casos larvais”, explica Dougal.

VEJA TAMBÉM: Brincos de dinossauros: estilo ‘era das cavernas retrô’ está na moda! 

3. Escarificador de peixes

Oliver, uma criança de 7 anos, criou o escarificador de peixes. O garotinho disse que o seu dino governou o mar no tempo Jurássico e que conseguia pegava desde os peixes maiores aos menores. A pele do escarificador é grossa e ele é um tutor dos mais novos.

“O escarificador de peixe é um pterossauro, mas um que perdeu seus poderes de voo. Nós temos isso hoje em dia", fala Dougal. Comparando o dino às aves como o pinguim, ele tem membranas no lugar das asas e caça desde o fundo do mar a até mesmo na parte rasa.

4. Polysurrus

Poppy, de 7 anos, criou o Polyosurussunyus Bananashaurus. E segundo ela a criatura não está feliz pois está no verão e gosta de ver a neve. O animal tem uma aparência semelhante a de uma girafa já que a criança gosta muito desse bicho.

A dinossaura está toda adornada porque gosta de festas e tem várias pernas para dançar.

Dixon vê que o Polyosurussunyus Bananashaurus é na verdade um caranguejo/girafa camuflado de dino para evitar que os predadores o ataque. "Uma espinha longa de um lado da concha parece uma cabeça e um pescoço, e uma espinha longa na outra parece uma cauda. Tem muitos olhos, permitindo que ele veja tudo em frente e atente para o perigo”, explicou.

5. Two-O-Saurus

Riley, de 7 anos, é o criador do predador selvagem Two-O-Saurus. Segundo a criança, ele luta para defender a própria casa de outros dinossauros grandes. Ele ruge alto e também ataca com a cauda.

Dougal percebe que o Two-O-Saurus é um animal com duas cabeças e fala que é possível sim que isso aconteça. Houve um réptil chamado Hyphalosaurus, que viveu no Cretáceo com os dinossauros.

E o grande vencedor foi o Flynnosaurus do pequeno grande Flynn e ele ganhou uma almofada com a estampa do seu lindo dinossauro.

Que bacana a iniciativa de dar asas à imaginação das crianças!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Salma Hayek viaja para a África do Sul para apoiar mães e crianças em situação de risco