Amizade entre tigre, urso e leão existe! Esse trio sofreu junto, mas vive feliz e inseparável há 15 anos

Animais

Conservar uma amizade durante a vida toda é algo muito raro, ainda mais quando os amigos são de “espécies” tão diferentes. Por mais difícil que possa ser, isso aconteceu no mundo animal.

O trio de amigões é composto pelo leão Leo, o urso Baloo e o tigre Shere khan. Eles vivem em Atlanta, nos Estados Unidos, e compartilham essa amizade há quinze anos.

Apesar de toda a beleza dessa união, essa é uma história que começou de uma forma lamentável. Quando tinham apenas dois meses de vida, os três foram arrancados de suas mães e colocados no porão de uma casa por um traficante de drogas. A boa notícia é que depois, ainda filhotes, foram resgatados e levados para o santuário “Arca de Noé,” uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao cuidado dos animais.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Hospital abre as portas para animais de estimação visitar seus pacientes e os resultados são surpreendentes

Havia a possibilidade dos animais bebês crescerem separados, já que não eram da mesma espécie. Felizmente, isso não aconteceu, pois eles já estavam acostumados a viver como verdadeiros irmãos.

Hoje, após tantos anos, só confirmam que a decisão certa foi tomada. Mesmo com as diferenças, a amizade continua firme e eles seguem inseparáveis. Eles comem, brincam e dormem juntos no mesmo espaço.

Não foi possível mandá-los de volta à selva porque, como foram cruelmente maltratados na época em que ficaram presos no porão, passaram muito tempo no abrigo, recebendo tratamento. Havia então o risco deles não conseguirem sobreviver no novo ambiente.

E assim o homem aprende mais uma vez com os animais. Esse três amigos nos dão uma lição do que é saber conviver em harmonia diante das diferenças e, mais que isso, crescer com elas e construir uma amizade sólida.

Você pode conferir mais imagens dessa amizade no vídeo a seguir (em inglês):

Fonte: Diario da Web

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Brasileira ganha destaque internacional com projeto que dá fim aos testes em animais