Mãe desabafa sobre luta dos dois filhos contra o câncer

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Mãe desabafa sobre luta dos dois filhos contra o câncer

Date March 2, 2018 15:18

Em apenas quatro meses, a vida da inglesa Keri Redfearn mudou radicalmente. Ela recebeu a notícia devastadora de que seus dois filhos haviam sido acometidos pelo câncer. Leo, de 12 anos, foi diagnosticado com um raro tumor chamado de neuroblastoma. Meses depois, Oliver, o mais novo, descobriu que estava com linfoma, aos 6 anos de idade.

Ao ser entrevistada pelo jornal britânico Daily Mail, a mãe contou que, inicialmente, eles torciam para que os médicos tivessem cometido um engano e compartilhou sua dor:

Se você imaginar o seu pior pesadelo e multiplicar por cem, esse é o sentimento que eu tive. Foi como se meu mundo tivesse caído.

Leo descobriu o neuroblastoma depois de um exame que identificou a existência de um tumor em seu cérebro. Isso aconteceu em outubro de 2017. Dois meses depois, perto do Natal, Oliver começou a sentir dores por todo o corpo, mas eles acharam que o problema era psicológico, por conta do sofrimento vindo da doença do irmão.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A história emocionante do casal americano que adotou e devolveu a esperança a quatro irmãos brasileiros órfãos

A família levou o garoto ao psicólogo e iniciaram um tratamento, mas não viram nenhum avanço. Com o tempo, ele perdeu a vontade de comer e ficou muito magro, então os pais o levaram para fazer exames mais complexos e descobriram que ele estava com câncer no sistema linfático.

Agora, os dois fazem tratamento no mesmo hospital e permanecem ainda mais unidos por uma “pulseira da coragem”, que vai ganhando novas miçangas a cada sessão de quimioterapia vencida, e assim um dá força ao outro.

Keri conta que essa união não exclui as dificuldades comuns à relação entre irmãos: de vez em quando surge uma briguinha, mas logo depois voltam a brincar com o outro.

A mãe dos garotos desabafa e faz um apelo:

As últimas duas semanas foram terríveis, é o pesadelo de qualquer pai ter um filho diagnosticado com câncer, dois então é quase inédito. Câncer pediátrico é muito raro, são só cem casos por ano [na Inglaterra], precisamos de mais pesquisa para chamar a atenção e apoiar casos de famílias como a nossa.

Nós manifestamos nosso apoio à família. Desejamos que seus corações sejam renovados com esperança e que, em breve, Leo e Oliver voltem para casa fortalecidos.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Ensaio fotográfico mostra os momentos de luta na batalha contra o câncer!