Uma verdadeira lição de vida! Mulher barrada em escolas po

NOTÍCIAS

Uma verdadeira lição de vida! Mulher barrada em escolas por não ter braços supera a discriminação e se torna professora

Date 25 de abril de 2018

Ainda não sabemos definir o que há de mais impressionante sobre a tailandesa Patcharamon Sawana. Após ser barrada em escola por não ter braços, ela se tornou professora e agora surpreende muita gente com sua história de superação.

A rejeição por parte de tantos colégios acabaram impulsionando a tailandesa a provar que não ter parte do corpo não limitava a sua sede por conhecimento. Se antes ela foi impedida de estudar, hoje, ela faz questão de facilitar o estudo de muitos e mostra que a maior limitação está na cabeça das pessoas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Vencendo barreiras! Conheça a ginasta com síndrome de Down que dá show de superação e já ganhou várias medalhas

"Não queria que os outros ditassem o que eu poderia ou não poderia fazer porque sou deficiente", disse Patcharamon em entrevista à BBC.

Ela ainda contou que lembra de como seus alunos ficaram espantados ao vê-la escrevendo com os pés no quadro-negro, em seu primeiro dia de trabalho.

Patcharamon ouviu muitos “nãos” injustos até conseguir ingressar, finalmente, em uma escola. Quando era criança, nenhum colégio da cidade onde morava queria aceitá-la. Somente aos 20 anos de idade, ela conseguiu uma vaga após a aprovação de uma lei que permite que pessoas com deficiência tenham acesso a escolas comuns.

Desde então, a tailandesa não parou de estudar. Recentemente, ela formou-se em Direito e está se preparando para começar sua carreira na área. "Quero poder pagar minhas contas sendo advogada para sustentar minha família e ensinar os outros", afirmou a professora.

BBC Brasil / Facebook

Mais do que ensinar na escola, ela dá uma lição de vida ao mundo e contribui para que outros não sofram a mesma discriminação que ela sofreu por tanto tempo. "Quero romper com a norma social que os outros criaram para quem tem algum tipo de deficiência", concluiu.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menino de 9 anos vence câncer e ensina lição de superação para alunos de medicina do Acre