Ativista deixa de lado faixas e faz protesto com 40 mil cruz

ANIMAIS

Ativista deixa de lado faixas e faz protesto com 40 mil cruzes tatuadas em seu corpo

Date November 22, 2017 00:07

A defesa dos animais parece que às vezes não consegue atingir seus objetivos apenas com protestos com faixas, cartazes e passeatas. Em alguns momentos, esses tipos de manifestações não conseguem surtir efeito ou chamar atenção suficiente para a causa.

Veja mais: Perda de sobrancelha pode ser natural, sinal de alguma doença ou exagero na depilação

Pensando nisso, o artista Alfredo Meschi decidiu usar o seu próprio corpo para fazer uma crítica à explicação animal. Para isso, ele tatuou 40 mil cruzes por todo o seu corpo.

Meschi é velho conhecido no combate aos maus-tratos e a exploração de animais. Só para se ter uma ideia, ele está no ativismo há mais de 50 anos e nos últimos três ele também adotou o veganismo, que é um estilo de vida livre de crueldade contra animais.

Depois de participar de diversas passeatas e de protestos, o artista resolveu usar seu corpo para difundir suas ideias de luta pelos direitos dos animais.

De acordo com ele, as cruzes espalhadas pelo seu corpo simbolizam todos os animais que algum dia foram vítimas da sociedade moderna. E como ele não poderia fazer diferente, as tatuagens foram realizadas com tintas vegana.

A inspiração do artista veio depois que ele conheceu um grupo de ativistas chamado Poner el Cuerpo, Sacar la Voz, que surgiu no México. O grupo usa o próprio corpo como meio de protesto contra as ações do governo.

Em entrevista recente, Meschi disse que as tatuagens não foram a primeira vez que fez de seu corpo uma plataforma de protesto. Anteriormente, ele fez uma sessão de fotos com uma etiqueta na orelha, que tinha como objetivo imitar o que acontece com as vacas em matadouros.

Recomendamos para você: O assédio é um tipo de violência que pode acontecer em qualquer lugar e essas são suas principais formas