Mãe abre financiamento coletivo para conseguir tratamento p

Mãe abre financiamento coletivo para conseguir tratamento para filha que menstruou aos 4 e entrou na menopausa aos 5 anos

Inspiração

October 14, 2017 15:03 By Fabiosa

Algumas histórias de vida de pessoas realmente deixam a gente bastante pensativo, em relação a como o corpo humano pode funcionar de formas diferentes, em cada pessoa. São casos de pessoas que têm uma vida extremamente saudável e são acometidas por doenças sem cura, outras que tiveram uma vida cheia de exageros e que viveram muito mais do que outras, e até casos de crianças que nem bem tiveram a chance de aproveitar a infância e já começaram a ter problemas de adultos.

Tamieka Dover / Go Fund Me

É o caso de uma menina de Nova Gales do Sul, na Austrália, que começou a sentir os efeitos da menopausa, logo depois de menstruar. Se o caso já seria bastante estranho, se ela tivesse na pré-adolescência, agora imagine saber que ela menstruou aos quatro anos. Isso mesmo, Ela menstruou aos quatro e em seguida já estava na menopausa. Isso tudo, por causa de uma doença extremamente rara chamada Addison.

A condução ocasionada pela baixa produção de hormônios esteroides, pelas glândulas adrenais

Atualmente, Emily Dover tem cinco anos e já desenvolveu seios, pelos pubianos e sofre com acne. Isso tudo além de ser vítima de bullying na escola, por causa do sobrepeso.

Veja mais: Garçonete paga cafés de bombeiros e descobre que eles arrecadaram 86 mil dólares como agradecimento!

Em uma entrevista dada ao site do jornal “Mirror”, sua mãe, Tam, conta que sua filha não teve nem a chance de ser uma garotinha.

Tamieka Dover / Go Fund Me

Tam percebeu que havia algo errado quando ela começou a crescer mais do que o normal e, aos quatro meses, já tinha o tamanho de uma criança de um ano. Aos dois anos, seus seios começaram a crescer.

Como se todos esses problemas não fossem suficientes, a garotinha também está em uma escala de autismo e ela sofre de transtorno de ansiedade.

Para tentar amenizar os problemas, sua mãe abriu uma página de financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para a reposição hormonal da garota.