Umbilicoplastia: modificação do umbigo é nova febre do mu

CELEBRIDADES

Umbilicoplastia: modificação do umbigo é nova febre do mundo das cirurgias plásticas

Date March 5, 2018 13:23

Depois de lipoaspirações, aumentos de seios, diminuições de nariz e abdominoplastias, a nova onda são as umbilicoplastias.

É isso mesmo que você leu. Trata-se de remodelar o tamanho ou formato do umbigo e a intervenção cirúrgica é a nova febre entre os adeptos das cirurgias plástica.

Wavebreakmedia / Depositphotos.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Qual seria a aparência de algumas celebridades se elas tivessem feito cirurgias plásticas “da moda”

Seja por motivos de estética ou de saúde, a cirurgia pode ser feita para sanar um problema de hérnia umbilical, por exemplo, esse tipo de cirurgia vem crescendo bastante principalmente entre as mulheres.

A alteração pode ser no tamanho da circunferência do umbigo ou transformar aquele umbigo saltado, que pode ser de nascimento ou provocado por um hérnia, para um mais natural e esteticamente mais agradável.

coolfonk / Depositphotos.com

Segundo o cirurgião plástico nova-iorquino, Darren Smith, a procura pelo procedimento vem aumentando consideravelmente e essa provavelmente será a tendência em cirurgias plásticas em 2018."Estou vendo um aumento do número de paciente interessados na estética do umbigo", disse ele em entrevista ao Allure.

Os motivos para a procura da cirurgia são os mais variados, desde a mudança do umbigo após uma gravidez ou perda de peso, até a retirada de um piercing, que deixa uma cicatriz na região.

dnf-style / Depositphotos.com

De acordo com cirurgiões plásticos existem três tipos de procedimentos na área do umbigo: a umbilicoplastia, que modifica a forma e o tamanho do umbigo; a reparação de uma hérnia umbilical, um caso que não é somente estético e transforma o umbigo saltado e a clássica abdominoplastia, em que o umbigo é modificado após a cirurgia de perda de peso.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Por que Xuxa não faz plástica? Ela revela seus motivos em entrevista bem sincera


Este artigo é destinado apenas a fins informativos. Antes de usar qualquer uma destas informações, consulte um especialista devidamente habilitado. O uso das informações descritas acima pode ser prejudicial para a saúde. O conselho editorial não garante resultados e não assume qualquer responsabilidade por danos ou outras consequências que possam resultar do uso da informação fornecida acima.