As seis fases do trabalho de parto e o que esperar de cada u

FAMÍLIA & CRIANÇAS

As seis fases do trabalho de parto e o que esperar de cada uma delas

Date January 9, 2018 17:23

Quando uma mulher engravida, seu corpo passa por uma série de mudanças desde o início da gravidez, mas na reta final existem seis fases bem marcadas que são o sinal de que o corpo está pronto para a chegada do bebê.

Entenda melhor cada uma delas e saiba o que a mulher pode sentir nas fases do trabalho de parto.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 20 coisas que as mulheres devem saber antes do parto e não depois

1. Pródromos

lucidwaters / Depositphotos.com

Essa fase é o primeiro sinal de que a hora do parto se aproxima e muitas vezes é confundida com o parto em si, gerando os chamados alarmes falsos.

Os pródromos se caracterizam por dores nas costas, contrações irregulares e possível perda do tampão mucoso.

Nesse momento os horm[onios também começam a agir e podem gerar um incômodo na área do quadril que começa a se preparar para a passagem do bebê.

2. Fase Latente

Esse período pode durar horas ou até mesmo dias e é diferente de mulher para mulher.

Na fase latente as contrações se tornam regulares e ritmadas, podendo variar de 30 a 60 segundos de duração.

A mulher pode sentir a barriga mais rígida nos intervalos das contrações e vontade de defecar, o que é uma forma que o corpo tem de limpar o organismo antes do nascimento do bebê.

A dilatação aumenta e o bebê começa a abrir passagem pelo colo uterino e, geralmente, é nesse momento em que a bolsa estoura, ainda que seja perfeitamente normal se isso não ocorrer.

3. Fase Ativa

SimpleFoto / Depositphotos.com

Essa é a hora em que as contrações aumentam e ficam mais intensas e doloridas. A chegada do bebê ao canal vaginal pode gerar incômodos na área da base do ventre e cóccix.

A respiração do tipo "cachorrinho" e, se for necessário gritar, que seja em tom grave, podem ajudar a aumentar a dilatação.

4. Transição

Nessa fase a dilatação é quase total e as contrações também ficam bem mais intensas e a mulher pode sentir fortes dores lombares.

É quase o momento da chegada do bebê e é importante que a respiração e a calma permaneçam constantes nesse momento.

5. Expulsivo

Esse é o momento do nascimento propriamente dito. A dilatação é total e a mulher sente a pressão do bebê descendo pelo canal vaginal.

A força das contrações e da mulher, em conjunto com a movimentação do bebê fazem com que o nascimento aconteça naturalmente.

Em casos em que o corpo da mulher não esteja preparado é necessária a realização de uma cesárea, o que, sempre é bom lembrar, não é nenhum desmerecimento para a gestante nem como mãe, nem como mulher.

6. Pós-parto

FamVeldman / Depositphotos.com

O bebê nasceu e está tudo bem. Fim, certo? Errado, após o parto, o corpo da mulher precisa expulsar a placenta para voltar a ser o que era.

Isso pode ocorrer entre 5 e 30 minutos após o nascimento e pode haver um pouco de sangramento.

Os médicos aconselham um período chamado de quarentena já que o útero demora, em média, 40 dias para voltar ao tamanho normal.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mulher faz vídeo tutorial com bexiga e bolinha de pingue-pongue para explicar sobre contrações durante parto


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.