5 nomes de bebês proibidos em outros países do mundo

5 nomes de bebês proibidos em outros países do mundo

Família & Crianças

October 30, 2018 13:34 By Fabiosa

No Brasil não existe uma lista de nomes proibidos para bebês, mas segundo uma lei de 1973 sobre Registros Públicos, os cartórios podem se negar a efetuar o registro de nomes que julgarem poder trazer transtornos para a pessoa no futuro.

Veja também: Internautas compartilham histórias de como seus pais escolheram seus nomes

No resto do mundo a coisa é diferente e cada país tem suas próprias leis a respeito do assunto.

Veja alguns nomes que foram proibidos em outros países. Alguns deles são bastante absurdos.

1. Nutella

Karolina Rosanda / Shutterstock.com

Na França, os juízes proibiram os pais de uma menina de nomeá-la “Nutella”.Talvez eles achassem que com o nome a menina seria doce e popular, mas tiveram que se conformar em chamar a filha pela abreviação do que pretendiam - “Ella”.

2. Akuma

I love photo / Shutterstock.com

Um bebê no Japão recebeu o nome de “Akuma”, mas por significar “diabo”, o Ministro da Justiça adicionou a alcunha na lista de nomes proibidos.

3. Nirvana

Tropical studio / Shutterstock.com

Segundo informações do Ministério da Justiça de Portugal, existem mais de 2 mil nomes proibidos por lá. A medida visa evitar nomes muito estrangeiros ou que as adaptações dificultem a pronúncia e a identificação do gênero. Para tristeza dos fãs portugueses da banda, “Nirvana” está entre eles.

4. Fraise

nelik / Shutterstock.com

A palavra, que significa morango em francês, foi banida pelas autoridades do país. Um casal que queria colocar o nome de sua filha assim, teve que se contentar com a aproximação “Fraisine”.

5. Chow Tow

Foto Fix Livonia / Shutterstock.com

Na Malásia esse nome significa “Cabeça Fedida” e por isso, claro,  está na lista de proibidos do país.

Recomendamos para você: 10 sobrenomes mais populares no Brasil com a sua origem e significado!