Hortas urbanas e comunitárias são tendência mundial

DICAS

Hortas urbanas e comunitárias são tendência mundial

Date November 22, 2017 20:33

As hortas urbanas praticamente nasceram junto com as cidades. Existem registros desse tipo de cultivo desde o Antigo Egito, quando era muito comum, que as pessoas tivessem pequenas hortas em suas casas para terem a mão, pelo menos, os insumos básicos do dia a dia.

No Brasil, a prática chegou junto com os colonizadores e hoje vem ganhando cada vez mais espaço e tomando o espaço público como praças e parques, além de se tornarem comunitárias.

Em uma mistura de educação ambiental, preocupação com a saúde e ativismo, as hortas urbanas já são responsáveis por quase 20% da produção de alimentos no mundo.

Segundo um estudo da Worldwatch Institute, organização que realiza pesquisas ambientais, existem cerca de 800 milhões de agricultores urbanos no planeta.

Só em São Paulo existem entre 15 e 20 hortas urbanas e a mais antiga tem mais de 30 anos.

Com o lema “Cultive alimentos, não gramados” a página “Hortas Urbanas Brasil” tem mais de 100 mil seguidores no Facebook e ensina os internautas como começar a cultivar alimentos em praças e outros espaços das cidades.

Veja também: Faça uma horta em seu apartamento

Conquistando cada vez mais adeptos, as hortas, que atualmente costumam ser coletivas, vêm convertendo pessoas que eram tipicamente urbanóides em verdadeiros agricultores do asfalto.

Se animou para criar uma horta coletiva perto de onde você mora e ter alimentos frescos e livres de agrotóxicos à disposição?

Se informe mais sobre o assunto, junte a vizinhança e mãos à obra!

Recomendamos para você: Em Minas Gerais, a população tem acesso gratuito aos medicamentos naturais